Crítica

Carvalhais Branco Especial: a arte de guardar e saber lotar brancos no Dão

Excelente para a mesa, até pela sua versatilidade, este Branco Especial é daqueles brancos com madeira que se bebe a solo, com o deleite de um generoso, tal é a qualidade dos seus aromas e o prazer que deixa nos sentidos.

,Cvicek
Foto

A memória da Quinta dos Carvalhais tem muito mais do que uma série de grandes vinhos produzidos nas últimas três décadas – desde monumentos como o Único a monocastas inesquecíveis. Tem também nos seus créditos a primeira aposta comercial consistente na casta Encruzado, que com o tempo se tornou não apenas numa referência dos brancos do Dão como dos próprios brancos de Portugal. E tem também uma notável obra de promoção dos brancos fermentados e guardados em barrica durante anos. É por isso justo dizer que o investimento da Sogrape numa adega moderna em 1990 e o trabalho entretanto desenvolvido pelos seus enólogos, primeiro com Manuel Vieira ao comando, depois com Beatriz Cabral de Almeida, merecem um destaque especial na evolução da região beirã e nos novos caminhos que o vinho português abriu entretanto.