Hoje é o primeiro dia do resto do campeonato

Quase dois meses depois da suspensão do campeonato, a maioria das equipas da I Liga, incluindo os três “grandes”, iniciam a “pré-epoca” para preparar o regresso da competição.

Foto
O regresso aos treinos dos "grandes" arranca hoje Andre Rodrigues

Quando, a 12 de Março, a Liga Portuguesa de Futebol Profissional anunciou a “suspensão imediata das competições profissionais de futebol” em Portugal “por tempo indeterminado”, assim como “a recomendação para a suspensão imediata dos treinos” dos clubes nacionais, o desenlace da época 2019-20 da I Liga pareceu irremediavelmente comprometido. Porém, 52 dias depois, a maioria das equipas do principal campeonato português, incluindo os três “grandes”, iniciam nesta segunda-feira uma espécie de “pré-epoca” para preparar o regresso da competição. 

O retorno é faseado e serão seguidas as medidas impostas pelas autoridades públicas de saúde no combate à pandemia da covid-19, mas perante a mais do que provável possibilidade de a I Liga regressar no último fim-de-semana de Maio, para grande parte dos clubes que competem no principal divisão do futebol português hoje é o primeiro dia do resto do campeonato.

Líder da prova, o plantel do FC Porto volta a pisar os relvados do centro de treinos no Olival, em Vila Nova de Gaia, ao início da manhã desta segunda-feira e os jogadores à disposição de Sérgio Conceição serão divididos em grupos de três. Para além da sessão física, os atletas realizarão exames imunológicos. Antevendo o regresso, Conceição lembrou que os “dragões” não deram férias aos seus jogadores durante o confinamento, prometendo um reinicio “com toda a força”.

No Seixal, já foram realizados nos últimos dias exames médicos a jogadores e equipa técnica, mas o retomar dos treinos no relvado para o Benfica também acontecerá nesta segunda-feira. Bruno Laje terá o seu plantel dividido em grupos de quatro, com dois grupos a treinarem da parte da manhã e os outros dois durante a tarde. O plano definido pelos responsáveis “encarnados” prevê que seja medida a temperatura dos atletas na chegada ao centro de estágio, sendo que cada jogador terá um quarto individual para se equipar e para tomar banho.

O Sporting optou por uma estratégia diferente, permitindo desde a semana passada que os seus atletas utilizassem a academia de Alcochete para trabalharem de forma individual no relvado, mas o regresso aos treinos sob o comando de Ruben Amorim também está marcado para esta segunda-feira. O técnico dos “leões” e os jogadores do plantel sportinguista já tinham, no entanto, marcado presença em Alcochete na passada quinta-feira para realizar os testes de despistagem à covid-19.

O procedimento dos “três grandes” será replicado ao longo desta semana pelas restantes equipas da I liga, sendo o Sp. Braga uma das excepções – o 3.º classificado da I Liga começou a preparação para as dez jornadas que faltam cumprir a 27 de Abril.

Juventus regressa amanhã

Apesar de na passada quarta-feira o ministro da Juventude e do Desporto de Itália, Vincenzo Spadafora, ter colocado sérias dúvidas sobre o regresso da Serie A – “Se não se pode retomar a competição em condições de segurança, é nossa obrigação parar” -, o Governo italiano anunciou domingo que “atletas, profissionais ou não, de modalidades colectivas, estão autorizados, tal como todos os cidadãos, a exercitar-se em espaços públicos ou privados, desde que obedecendo às regras de distanciamento social de, pelo menos, dois metros e à interdição de ajuntamentos”.

Este decreto do Ministério do Interior abre a porta ao início da preparação dos clubes de futebol, obedecendo às medidas preventivas decretadas pelas autoridades governamentais transalpinas, e a Juventus abrirá a partir de amanhã o seu centro de treinos em Turim aos seus jogadores para treinarem individualmente. Apesar de os responsáveis pela “vecchia signora” não terem definido um prazo para os jogadores que estão no estrangeiro regressarem, o avião privado de Cristiano Ronaldo descolou ontem ao final da tarde da Madeira e rumou a Madrid, mas o jogador português deverá regressar em breve para Turim, onde terá de cumprir um período de quarentena.

Sugerir correcção