Na Lufthansa, “máscara ou protecção facial” passa a ser obrigatório para passageiros

Medida entra em vigor na segunda-feira. E o conselho é para usar também “antes e depois do voo”. Passageiros devem levar a sua própria protecção contra o novo coronavírus. A 18 de Maio, a Lufthansa voa Porto-Frankfurt.

,Iraque
Foto
No aeroporto de Frankfurt, mesmo a esperar um familiar que chega de um voo, mais vale sempre prevenir KAI PFAFFENBACH/Reuters

A Lufthansa anunciou a “introdução de uso obrigatório de máscara ou protecção facial para os voos” do grupo a partir de 4 de Maio. A medida inclui também todos os voos que se venham a realizar pela Swiss, Eurowings, ​Austrian e Brussels, as duas últimas com voos suspensos pelo menos por mais um mês. 

Em comunicado, a Lufthansa realça que a “infecção [com o coronavírus SARS-CoV-2] a bordo permanece muito improvável": “desde o início da pandemia, não foi registado nenhum caso concreto de transmissão nos voos” do grupo, garante-se em comunicado.

A empresa informa que “recomenda usar protecção para nariz e boca durante todo o voo” e também “antes e depois do voo, no aeroporto, sempre que a exigida distância social mínima não possa ser garantida”. 

Isto porque, “apesar dos inúmeros ajustes nos protocolos do serviço” nem “sempre é possível manter a distância necessária num voo”. A medida, sublinham, servirá como “protecção adicional para todos os passageiros”.

Além destes, também a “equipa de bordo com contacto directo com clientes usará uma máscara”. 

Segundo adianta o grupo, a decisão prende-se com a necessidade de cumprir “os regulamentos oficiais de inúmeros países europeus em que a utilização de protecção para boca e nariz é agora obrigatória em locais públicos”.

Cada passageiro deverá levar a sua própria protecção. A companhia aconselha uma “máscara de tecido reutilizável, mas todos os outros tipos de protecção como como máscaras ou lenços descartáveis ​​também são aceites”. 

Os passageiros, garantem, irão receber por SMS e/ou e-mail estas informações, que também estarão disponíveis nos sites das companhias aéreas do grupo. 

A medida estará em vigor, pelo menos, até 31 de Agosto. 

Por outro lado, a empresa indica que o “actual regulamento” de “manter um banco vazio entre passageiros” na Economy e Premium já não será aplicado, porque, indicam, “o uso da protecção bocal oferece protecção adequada à saúde”. Ainda assim: “devido à baixa taxa de ocupação actual dos aviões, os passageiros serão dispostos o mais longe possível uns dos outros em toda a cabine”. 

No texto enviado pela empresa garante-se ainda que todos aviões do grupo estão “equipados com filtros de ar de alta qualidade, que garantem qualidade do ar semelhante à de uma sala de operações”. E, sublinha-se, “o ar circula verticalmente em vez de ser distribuído por toda a cabine”.

Porto em Maio

A Lufthansa tem mantido frequências Lisboa-Frankfurt e prepara-se para, a partir de 18 de Maio, voar entre aquela cidade alemã e o Porto, diariamente. A nova ligação é anunciada como fazendo parte das escalas de repatriamentos. Também a Swiss continua os seus voos de Lisboa e Porto para a Suíça. 

Sugerir correcção