Manifestum: leituras de rua em casa

Todas as quartas e sábados, até ao final de Maio, há encontro marcado com a palavra, mas num formato de episódios de um quarto de hora.

Foto
Adolfo Luxúria Canibal Paulo Pimenta

Leituras de rua, espectáculos que cruzam a palavra com outras artes, conversas, laboratórios de poesia, oficinas, intervenção pública... Na segunda metade de 2019, a palavra dita tomou conta de Valongo pelas mãos do Manifestum Arte de Dizer. Agora, em período de confinamento, há Manifestum em Casa.

Todas as quartas e sábados, até ao final de Maio, há encontro marcado com a palavra, mas num formato de episódios de um quarto de hora, com apresentação de Miguel Ribeiro e vários convidados ligados à arte de dizer.

Entre eles estão Adolfo Luxúria Canibal, Marta Abreu, Ana Deus, António Manuel Ribeiro, Ianina Khmelik, Isaque Ferreira, João Paulo Esteves da Silva, José Valente, Mafalda Veiga, Mário Moutinho, Paulo Campos dos Reis, Rui David, Rui Spranger, Tiago Gomes e Tó Trips.

A iniciativa é promovida pela associação cultural Exemplo Extremo, em parceria com a Câmara Municipal de Valongo. O primeiro episódio foi para o ar no dia 11 de Abril, o segundo é lançado esta quarta-feira. Todos ficam disponíveis no Facebook da Exemplo Extremo e no canal de YouTube do município