Covid-19: Boris Johnson já está em casa e agradeceu a enfermeiro português

O primeiro-ministro britânico, de 55 anos, estava internado no St. Thomas’s Hospital no centro de Londres há uma semana. Em casa, fez um agradecimento especial a dois enfermeiros. Um deles é português.

,Primeiro ministro
Foto
O primeiro-ministro britânico agradeceu aos médicos. "Devo-lhes a minha vida", disse LUSA/WILL OLIVER

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, recebeu este domingo alta do hospital, onde estava internado há uma semana devido a um agravamento do estado de saúde após contágio com covid-19, mas não vai regressar já ao trabalho, informou um porta-voz. Já em casa, o líder do Governo britânico agradeceu a dois enfermeiros que foram essenciais. Um deles é Luís, um enfermeiro natural do Porto, e que está a trabalhar no St. Thomas’s Hospital, em frente ao Parlamento britânico.

“Quero dar um cumprimento especial a dois enfermeiros que se mantiveram junto a mim durante 48 horas, quando tudo poderia ter acontecido. Assim, agradeço à Jenny, da Nova Zelândia, e ao Luís, de Portugal, mais concretamente de uma localidade perto do Porto”, revelou Boris Johnson, num testemunho gravado em vídeo e publicado no Twitter, a partir de Chequers Court, a residência de campo, a 70 quilómetros de Londres, onde continuará a sua recuperação.

“A razão pela qual nunca me faltou oxigénio está relacionada com o facto destes dois enfermeiros terem estado comigo a cada segundo e a fazer as intervenções necessárias”, declarou.

Boris Johnson estava no hospital de St. Thomas, em Londres, onde foi internado a 5 de Abril devido a sintomas persistentes da doença. Johnson saiu na quinta-feira dos cuidados intensivos, onde passou três noites. “Não lhes posso agradecer o suficiente. Devo-lhes a vida”, disse sobre o pessoal do hospital à saída dos cuidados intensivos, ainda antes de ter alta.

Johnson sido diagnosticado a 26 de Março, mas continuou a trabalhar. Agora, por indicação da sua equipa médica, o primeiro-ministro não irá regressar imediatamente ao trabalho, esclareceu o porta-voz.

Até à recuperação de Boris Johnson, será o ministro dos Negócios Estrangeiros, Dominic Raab, que o irá substituir na chefia do governo.

PÚBLICO -
Foto
Carl Recine/Reuters

No Reino Unido, há 9875 mortos devido à covid-19 e 78.991 casos confirmados. O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já provocou mais de 109 mil mortos e infectou quase 1,8 milhões de pessoas em 193 países e territórios. Dos casos de infecção, quase 360 mil são considerados curados.

Sugerir correcção