Covid-19: Como se paga aos artistas que actuam online?

Num contexto em que as pessoas estão confinadas, muitos artistas perderam datas marcadas e passaram a fazer actuações transmitidas em directo a partir das suas próprias casas. Se o espectáculo é gratuito, como remunerá-los?

Fotogaleria
Boss AC Nuno Ferreira Santos
Baixo
Fotogaleria
António Zambujo Nuno Ferreira Santos
Fotogaleria
Salvador Sobral paulo pimenta

Mal as pessoas começaram a ficar confinadas às suas casas, uma enorme quantidade de músicos entrou-lhes porta dentro através de plataformas como o Instagram, o Facebook ou o YouTube, entre outras, em directo a partir de Portugal ou do resto do mundo. Com os espectáculos cancelados ou adiados, músicos e demais artistas disponibilizaram-se para levar até casa aquilo que a crescente pandemia da covid-19 impedia de ser usufruído em público. São disso exemplo, por cá, festivais como o Eu Fico em Casa ou o polémico (e entretanto cancelado) TV Fest. Têm todos algo em comum: são gratuitos. E se com o apoio de marcas ou outras estruturas é possível remunerar os artistas que actuam, a solo o caso torna-se mais complicado.