Município de Oeiras distribui equipamentos para garantir o ensino à distância a os alunos

O município de Oeiras identificou alunos e professores sem os meios tecnológicos necessários. Num projecto que custará 140 mil euros, distribuiu cerca de 3500 equipamentos tecnológicos.

Educação a Distância
Foto
paulo pimenta

No concelho de Oeiras, num universo de 20 mil alunos, foram identificados 1914 jovens que não dispunham dos meios necessários para acompanhar o ensino à distância. Assim, o município acelerou o processo de implementação dos programas “Oeiras Educa” e “Mochila Leve” de forma a possibilitar o ensino à distância para todos os alunos do concelho e “universalizar a igualdade de oportunidades”, diz a autarquia em comunicado

Após identificar, através das escolas, todos os alunos e professores sem os meios tecnológicos necessários, a autarquia garantiu o equipamento necessário para quem não tinha. Mais especificamente, distribuiu 1944 equipamentos, entre tablets, computadores portáteis e smartphones 1914 foram entregues a alunos e 30 para professores. Distribuiu ainda 200 câmaras, 200 microfones e 1185 routers para garantir o acesso à internet de 1158 alunos e 27 professores.

Este projecto terá um investimento de cerca de 140 mil euros e tem como parceiros a Altice e a Cisco, que disponibiliza gratuitamente 2 mil licenças da plataforma Webex profissional, que permite criar salas de aula virtuais.

Para além de garantir equipamento tecnológico, o município criou uma equipa de professores de todas as escolas do concelho para o desenvolvimento de tutoriais de apoio à implementação do modelo de aulas a distância, para alunos e docentes.

A plataforma escolhida, Cisco Webex, permite que os “professores e alunos trabalhem em interacção, tanto nas aulas directas, como no desenvolvimento de tarefas individuais, com todas as garantias de protecção de dados pessoais, dados de voz e de imagem.” Há ainda uma formação online disponível para os quase 2000 professores do município e duas linhas de apoio da Cisco, uma para professores e outra para alunos e famílias.

Sugerir correcção