Escuteiros de trazer por casa

Recomendações, iniciativas, jogos, tele-reuniões com a patrulha, celebrações e trabalhos de progresso e especialidades são apenas algumas das valências online.

,Lenço de pescoço
Foto
Sérgio Azenha

O lema não engana: “De casa em casa a tornar o mundo melhor!”. O Corpo Nacional de Escutas, que tem no activo mais de 70 mil elementos, sai do terreno e entra no lar de cada um através da Internet.

Recomendações, iniciativas, jogos, tele-reuniões com a patrulha, celebrações e trabalhos de progresso e especialidades são apenas algumas das valências online, para que mesmo à distância, escuteiros e não escuteiros, possam pôr em prática a premissa de deixar o mundo melhor.

As participações vêm de todo o país, com equipas de apoio à protecção civil, autarquias e organizações sociais, ao serviço do Ministério da Educação fazendo a ponte entre escolas e alunos sem recursos digitais e a trabalhar com a população inserida no grupo de risco desta pandemia, por exemplo.

No site, vale a pena espreitar o Kit de Sobrevivência, uma secção com dicas para planear os dias da quarentena, o estudo em casa ou a produtividade no teletrabalho.

Sugerir correcção