A Música Portuguesa a Gravar-se a Ela Própria: Antónia Gomes Direito - Acordai

Há algum tempo, os alunos da Voz do Operário tinham uma professora com quem cantavam uma música alentejana que a Celina da Piedade cantava muito: a Pêra Verde. Um dia, decidiram escrever uma carta à Celina a convidá-la para conhecer a escola e cantar essa canção com eles; ela disse-lhes que tinha um amigo que gravava pessoas a cantar e que a gravava muitas vezes a cantar essa moda — e que ele devia gravar esse momento. Assim, acabei por gravar a Celina com todos os alunos, numa escadaria enorme. Uma dessas alunas era a Antónia Direito, que é filha do Carlos Gomes, mas eu não o sabia nessa altura. Quando este projecto começou, o Carlos enviou um vídeo: era a Antónia, sozinha, a cantar o Acordai, do Lopes Graça, à lareira. É muito intenso, ela de pijama a cantar aquilo como um hino de resistência. É tão simples, mas ao mesmo tempo tão real, tão verdade.

Em tempos de isolamento social devido ao surto do novo coronavírus, Tiago Pereira, fundador do projecto A Música Portuguesa a Gostar Dela Própria, está a convidar artistas de todo o país a filmarem-se a tocar uma canção. É A Música Portuguesa a Gravar-se a Ela Própria — e agora o P3 vai partilhar regularmente vídeos desta série.

Sugerir correcção