Albert Uderzo (1927-2020)

O artista que nos deu a alegria de Astérix

Há anos que deixara de desenhar os seus irredutíveis gauleses, mas foi o homem que lhes deu vida, e que, pelo desenho, e com as ideias do amigo Goscinny, os fez nascer sobre o papel, oferecendo-os à nossa memória colectiva. Obituário de um artista que atravessou o século XX num lugar privilegiado: o de protagonista da idade de ouro da banda desenhada europeia.

,Getty Images
Foto
Uderzo em 1977, ano em que a sua icónica família de irredutíveis gauleses atingiu a maioridade Ullstein bild Dtl./getty images

Morreu Uderzo, o homem que desenhou Astérix, o artista que lhe deu vida. Com 92 anos, ao fim de dezenas de álbuns, deixando-nos um mundo de personagens, paisagens, cenas. Inesquecíveis, esfuziantes, divertidas, que deslumbraram e alegraram tantos rostos. Quem não as leu, quem não as lembrará, quem não as amou?