Máscaras, luvas e fatos de protecção para profissionais de saúde estão entre as prioridades da campanha
Foto
Máscaras, luvas e fatos de protecção para profissionais de saúde estão entre as prioridades da campanha Paulo Pimenta

Stop Covid-19: uma angariação de fundos para comprar equipamento médico “urgente”

Iniciativa é gerida pela GoParity e insere-se no projecto Tech4Covid19, criado por startups portuguesas que querem ajudar no combate ao novo coronavírus. A ideia é chegar aos cem mil euros em doações e adquirir máscaras ou fatos protectores para os profissionais de saúde.

O Tech4Covid19, movimento que juntou várias startups portuguesas com vista ao desenvolvimento de projectos tecnológicos capazes de combater a ameaça do novo coronavírus, lançou nesta segunda-feira, 16 de Março, a sua primeira iniciativa. A Stop Covid-19 é uma campanha gerida pela GoParity, plataforma de investimento em sustentabilidade, que pretende angariar 100 mil euros para a aquisição de equipamento médico “urgente”. É o caso, por exemplo, de máscaras, luvas ou fatos de protecção para os profissionais de saúde.

“Os equipamentos de protecção individual têm como função garantir a protecção dos profissionais de saúde, impedindo o contacto com partículas infectadas e diminuindo assim a probabilidade de propagação do vírus. Estes materiais já estão em falta em grande parte dos centros hospitalares e centros de saúde. É urgente fazê-los chegar o mais rapidamente possível às linhas da frente”, pode ler-se site da angariação de fundos, que, à hora de publicação deste artigo, já conseguiu reunir pouco mais de 18 mil euros em doações.

Antes de proceder à compra e distribuição do equipamento, a GoParity promete coordenar o seu plano de acção com o Ministério da Saúde e a Direcção-Geral da Saúde (DGS). Isto para “garantir que os materiais vão para as zonas do país com maior necessidade e que não há qualquer sobreposição com as actividades das entidades” já de si responsáveis pela saúde no país. A empresa assegura que tem uma equipa “especialmente dedicada ao levantamento de necessidades”, para perceber, junto das instituições, o que faz mais falta neste momento.

A GoParity aceita donativos a partir de um euro e sublinha que o dinheiro recolhido será usado “exclusivamente para a compra de materiais”. “Em caso de excedente de fundos angariados, qualquer outra utilização será previamente validada com a comunidade de doadores”, podendo, inclusivamente, os montantes em questão serem devolvidos. Além desta campanha, o Tech4Covid19 tem outras iniciativas e ideias em mente, tais como “facilitar videochamadas entre médicos e doentes” e “criar uma rede de suporte a médicos e enfermeiros deslocados ou a pessoas que simplesmente necessitam de ajuda para ir às compras ou à farmácia”.

Os donativos para o Stop Covid-19 podem ser feitos aqui. Os interessados em aderir ao Tech4Covid19 podem preencher um inquérito disponível no site do movimento.

Sugerir correcção