Estou de quarentena? E agora?

Quem deve estar de quarentena e como? Dentro de casa, que medidas se devem tomar para evitar a propagação do vírus? E a população em geral, o que deve fazer? Os conselhos do especialista Carlos Palos, coordenador da comissão de Controlo de Infecções e Resistência aos Antimicrobianos da Luz Saúde.

O número de casos confirmados como o novo coronavírus em Portugal tem aumentado de dia para dia, assim como os contactos em vigilância pelas autoridades de saúde. Existem seis cadeias de transmissão identificadas – em todas as regiões onde existem casos confirmados.

Carlos Palos apela à tranquilidade da população e lembra que quem apresentar sintomas deve manter-se em casa e contactar as autoridades de saúde. Nem todos os casos suspeitos de contaminação precisam de assistência hospitalar e deve evitar-se o congestionamento dos hospitais. "Nós não sabemos qual é a percentagem de pessoas que têm o vírus mas não têm sintomas. E algumas pessoas têm o vírus e têm sintomas, mas os sintomas são tão leves, tão leves, tão leves, que não vão procurar, felizmente, apoio médico".

Sugerir correcção