Costa e Marcelo discordam sobre declaração de estado de emergência

Marcelo queria já ter declarado o estado de emergência, mas o primeiro-ministro preferia usar este recurso mais tarde, sem pôr já em causa a suspensão de direitos, liberdades e garantias.

O primeiro-ministro discorda do Presidente da República, mas acatará a ordem instalar o estado de emergência
Foto
O primeiro-ministro discorda do Presidente da República, mas acatará a ordem instalar o estado de emergência LUSA/ANTÓNIO PEDRO SANTOS

O Presidente da República e o primeiro-ministro têm estado em divergência clara quanto ao recurso à declaração de estado de emergência, sabe o PÚBLICO. O Presidente da República defende desde, pelo menos, quinta-feira que se deveria dar esse passo, mas o primeiro-ministro tem resistido.