Estivadores endurecem luta no Porto de Lisboa

Governo diz que está a acompanhar o problema e pede paz social. Mas a guerra está a subir de tom: greve passa a geral na próxima segunda-feira e há estivadores espanhóis a recusarem-se a descarregar navios desviados dos portos portugueses.

Foto
Isabel Camarinha, secretária-geral da CGTP, esteve no piquete de greve dos estivadores do Porto de Lisboa na semana passada Daniel Rocha

A Associação - Empresa de Trabalho Portuário de Lisboa (AETP-L), composta pelas sete empresas que recrutam estivadores no Porto de Lisboa, já foi oficialmente declarada insolvente, o que pode pôr em causa a manutenção dos postos de trabalho de 140 trabalhadores.