No Ponto: pão-de-ló de Ovar

Sabem o que é um produto com selo Indicação Geográfica Protegida? O pão-de-ló de Ovar é um deles.

Foto

A produção de pão-de-ló em Ovar data pelo menos do séc. XVIII. Talvez não fosse nessa altura igual ao actual doce da localidade, mas a tradição e o seu renome ficaram enraizados por ali. Agora, é um produto com selo IGP – Indicação Geográfica Protegida, permitindo saber que apenas certas casas ovarenses o podem produzir daquela forma. 

No miolo, a massa fica muito húmida, mas não se pense que é por cozer pouco; pelo contrário, demora bastante tempo no forno. O uso de certos recipientes de barro é que produz o efeito molhado, que os apreciadores conhecem bem quando rapam à colher o pão-de-ló colado ao papel. É mais uma lambarice de luxo de que a nossa gastronomia dispõe.

A Doçaria Portuguesa

Cristina Castro criou o projecto No Ponto para registar e dar a conhecer os doces do país. Tem vindo a publicar a colecção A Doçaria Portuguesa, “os mais completos livros sobre a história e actualidade dos doces de Portugal”. A investigação para este trabalho levou a autora a viajar por todos os concelhos em busca de especialidades doceiras. A partir da oportunidade de ver como se faz, de falar com quem produz, de conhecer vidas, histórias e tradições associadas à doçaria, surgiram os vídeos que desvendam um pouco de cada doce. Regularmente, a Fugas revela um vídeo novo sobre um doce diferente.

PÚBLICO -
PÚBLICO -
PÚBLICO -
Fotogaleria