Espanha confirma segundo caso de infecção por coronavírus

A epidemia causada pelo novo coronavírus já fez 811 mortos em todo o mundo, quase todos na China

Foto
LUSA/YUAN ZHENG

As autoridades espanholas confirmaram este domingo um segundo caso de infecção por coronavírus (2019-nCoV) no país, depois de terem sido feitos testes a quatro casos suspeitos em Maiorca – os outros testes tiveram resultado negativo.

O doente faz parte de uma família britânica de quatro – um casal e duas filhas de 7 e 10 anos – que estava em observação desde sexta-feira, depois de ter estado em contacto com uma pessoa infectada em França. Só o teste do pai deu positivo.

O director do Centro de Coordenação de Alertas e Emergências Sanitárias, Fernando Simón, salientou que este novo caso não implica o aumento do risco porque o doente foi contagiado no estrangeiro. As autoridades estão já a investigar as pessoas que estiveram em contacto com este novo caso, explicou, ciatdo pela EFE.

O primeiro caso em Espanha foi registado também num cidadão estrangeiro: um turista alemão que teve contacto com o vírus na Alemanha mas adoeceu já em La Gomera, nas Canárias.

A epidemia causada pelo novo coronavírus já fez 811 mortos, quase todos na China. Além do território continental da China e das regiões chinesas de Macau e Hong Kong, há outros casos de infecção confirmados em mais de 20 países. Na Europa, foram registados casos na Alemanha, Finlândia, Suécia, Bélgica, França, Espanha, Reino Unido e Itália.

No total, o surto já fez mais mortos do que a SARS (Síndrome Respiratório Agudo Severo), que entre Novembro de 2002 e Julho de 2003 matou 774 pessoas em todo o mundo. No entanto, a taxa de mortalidade da SARS era mais elevada, 9,6%, segundo dados da Organização Mundial de Saúde.

Sugerir correcção