Desvio de milhões da Sonangol através da TAP vai a julgamento

Advogados portugueses suspeitos de corrupção e branqueamento de capitais para favorecer figuras ligadas a José Eduardo dos Santos. Têm grandes probabilidades de serem condenados, diz Tribunal da Relação de Lisboa.

Foto
Daniel Rocha

Três advogados e quatro outros arguidos, incluindo um ex-administrador da TAP, vão ser julgados por suspeitas de terem ajudado várias figuras da elite angolana a desviar milhões da petrolífera Sonangol, através de um negócio com a transportadora aérea nacional.