É Music to be Murdered by, é o novo álbum de Eminem

O novo álbum de Eminem tem uma inspiração clara na capa: Alfred Hitchcock. Foi lançado sem aviso esta sexta-feira.

Foto
Eminem Mark Makela

Eminem lançou o seu 11.º álbum de estúdio nesta sexta-feira, sem qualquer aviso prévio, à semelhança do que já tinha acontecido com o álbum anterior. O rapper, também conhecido como Slim Shady, surpreendeu os fãs com o lançamento de Music to be Murdered by, disponível nas plataformas de streaming.

“É o vosso funeral…”, escreveu o músico, de forma enigmática, no mesmo tweet em que dá conta do lançamento do novo álbum.

O título e a capa têm uma inspiração clara: Alfred Hitchcock Presents Music To Be Murdered By, álbum de Jeff Alexander lançado em 1958. Uma das faixas do novo álbum de Eminem chama-se, precisamente Alfred – Interlude.

“Como estão, senhoras e cavalheiros? O meu nome é Alfred Hitchcock e isto é Music to be Murdered by”, ouve-se o mestre do cinema a dizer.

Ao longo das 20 faixas que compõem este novo álbum contam-se algumas colaborações de peso: Ed Sheeran (Those kinda nights), Anderson Paak (Lock it up) e Juice Wrld, que morreu em Dezembro (participa em Godzilla)

Como já é costume com os lançamentos de Eminem, este álbum não se livra de polémica. Apesar de ter sido lançado há apenas algumas horas, a música Unaccommodating, uma colaboração com Young M.A, que faz referência ao ataque terrorista durante o concerto de Ariana Grande, em Manchester, em 2017, onde morreram mais de 20 pessoas, está a causar burburinho nas redes sociais, com alguns fãs a considerarem a letra incorrecta.