Ellen DeGeneres premiada por fazer televisão de excelência

Apresentadora recebeu o prémio Carol Burnett, que honra a excelência em televisão.

Ellen Degeneres
Fotogaleria
A comediante e apresentadora em palco LUSA/HFPA / HANDOUT
77º Globo de Ouro
Fotogaleria
Ellen DeGeneres ao receber o prémio Carol Burnett das mãos de Kate McKinnon LUSA/HFPA / HANDOUT
,77º Globo de Ouro
Fotogaleria
A apresentadora com a sua companheira Portia de Rossi à chegada aos prémios LUSA/NINA PROMMER
,77º Globo de Ouro
Fotogaleria
A actriz australiana tem 46 anos e DeGeneres celebrou 61 LUSA/NINA PROMMER
Fotogaleria
A apresentadora na sala de imprensa, após ter recebido o prémio LUSA/CHRISTIAN MONTERROSA

Aos 61 anos, Ellen DeGeneres recebeu o prémio anual Carol Burnett, que honra a excelência na televisão. Esta é a segunda vez que este galardão é atribuído e foi criado pela Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood, há um ano, para reconhecer a nova Era de Ouro da televisão nos EUA.

A atribuição do prémio coube à actriz Kate McKinnon, estrela de Saturday Night Live, a primeira integrante deste programa que é abertamente lésbica e que, antes de entregar o galardão a DeGeneres confessou como é que a comediante e apresentadora teve impacto na sua vida pessoal, quando, em 1997 declarou publicamente que era homossexual. Então, essa declarou ajudou McKinnon a assumir-se, disse a própria.  

“Tudo o que eu sempre quis foi fazer as pessoas sentirem-se bem e rirem”, declarou DeGeneres ao aceitar o prémio. “Não há sentimento maior do que quando alguém me diz que eu melhorei o seu dia com o meu programa.” DeGeneres disse que ficou especialmente satisfeita com os espectadores que assistiram ao seu programa de entrevistas e que foram inspirados a incentivar e apoiar as pessoas no seu dia-a-dia. “Esse é o poder da televisão”, disse ela. “Estou muito agradecido por fazer parte disso.”

DeGeneres, uma das celebridades mais proeminentes no universo gay norte-americano, iniciou a sua carreira em stand-up na sua cidade natal, em Nova Orleães, antes de chegar à televisão, onde fez a comédia “Ellen”, em meados dos anos 1990. Há 22 anos decidiu tornar conhecida a sua orientação sexual, numa altura em que não se falava abertamente do tema.

A série acabaria por ser cancelada no ano seguinte, mas DeGeneres voltou à televisão em 2003 com seu programa diurno, “The Ellen DeGeneres Show”, que já ganhou mais de 60 Emmy.

Além do seu trabalho na televisão, DeGeneres também se tornou conhecida de um público mais jovem quando emprestou a sua voz a Dory, o esquecido peixe azul do Pacífico nos filmes de animação À procura de Nemo e À procura de Dory, além de ter sido anfitriã, por duas vezes, da cerimónia anual dos Óscares.

Em 2008, DeGeneres casou-se com a sua parceira, a actriz australiana Portia de Rossi. Além de ser uma activista pelos direitos dos gays e anti-bullying, a apresentadora é também defensora dos direitos dos animais.

Sugerir correcção