PÚBLICO foi eleito Jornal Europeu do Ano

Grafismo impresso e digital do PÚBLICO é novamente distinguido por júri internacional.

Foto

O PÚBLICO venceu a 21ª edição do prémio de design Jornal Europeu do Ano na categoria de jornal nacional. A distinção do European Newspaper Award foi anunciada esta sexta-feira pelo júri, composto por 17 jornalistas, académicos e designers de oito países (Espanha, Portugal, Suíça, Holanda, Dinamarca, Finlândia, Grécia e Alemanha). O jornal já tinha conquistado este título em 2014.

PÚBLICO -
Foto

Outros títulos europeus distinguidos foram o norueguês Fædrelandvennen, na categoria local, o holandês Leeuwarder Courant, na categoria regional, e o Financial Times, na categoria de jornal semanário. O Fuldaer Zeitung, da Alemanha, recebeu ainda uma menção especial do júri. O European Newspaper Award é o maior prémio europeu do género. Um total de 184 publicações de 25 países estiveram a concurso nesta edição.

“O que é notável no PÚBLICO é o seu formato manuseável e amigo do leitor. A primeira página é sempre dominada por uma grande fotografia. As páginas interiores estão frequentemente desenhadas como páginas duplas. O jornal foca-se em grandes temas e num layout generoso com um uso reduzido de cor e tipografia. O resultado é clareza e simplicidade. O PÚBLICO parece um semanário diário”, considerou o júri desta edição do European Newspaper Award.

Para além do prémio de Jornal Europeu do Ano, o PÚBLICO recebe ainda as seguintes distinções:

- Dois prémios na categoria de Inovação Online – Storytelling Multimédia:
A missão que deu mais espaço ao mundo
Borboletas, a biodiversidade a voar pelos ares

- Dois prémios em Inovação Online – Filme:
Entre no backstage do Cirque du Soleil
Filhos do Cosmo

- Um prémio em Infografia Online:
As mulheres em Portugal. Quem são e o que pensam

- Um prémio em Infografia Online – Jornalismo de Dados:
As vacinas em Portugal são um caso de sucesso

- Um prémio em Infografia Online – Infografia Animada:
Espaço 1969

Entre os jornais portugueses, também receberam distinções o semanário Expresso (16 prémios distribuídos por seis categorias) e o Diário de Notícias da Madeira (um prémio na categoria de jornais locais).