Retratos das Ilhas do Porto valem prémio internacional a fotojornalista do PÚBLICO

Prémio Internacional de Fotografia Peironcely 10 atribuído a Paulo Pimenta por projecto desenvolvido pela Rede Inducar, com a Pele e outras organizações da cidade.

Fotogaleria
O projecto foi desenvolvido em ilhas da freguesia do Bonfim, no Porto Paulo Pimenta
Fotogaleria
O projecto foi desenvolvido em ilhas da freguesia do Bonfim, no Porto Paulo Pimenta
Fotogaleria
O projecto foi desenvolvido em ilhas da freguesia do Bonfim, no Porto Paulo Pimenta
Fotogaleria
O projecto foi desenvolvido em ilhas da freguesia do Bonfim, no Porto Paulo Pimenta
Fotogaleria
O projecto foi desenvolvido em ilhas da freguesia do Bonfim, no Porto Paulo Pimenta
Fotogaleria
O projecto foi desenvolvido em ilhas da freguesia do Bonfim, no Porto Paulo Pimenta
Fotogaleria
O projecto foi desenvolvido em ilhas da freguesia do Bonfim, no Porto Paulo Pimenta
Fotogaleria
O projecto foi desenvolvido em ilhas da freguesia do Bonfim, no Porto Paulo Pimenta

O projecto Retratos das Ilhas – Bonfim para Além das Fachadas, promovido pela Rede Inducar - e financiado pela iniciativa PARTIS, da Fundação Calouste Gulbenkian - foi distinguido com o prémio internacional de fotografia Peironcely 10. As fotografias do fotojornalista Paulo Pimenta, do PÚBLICO, vão ser tema de destaque a 12 de dezembro, em Madrid, no Festival Cultural Robert Capa Estuvo Aqui.

Desenvolvido em parceria com o fotojornalista Paulo Pimenta, a PELE e outras organizações do Porto, “Retratos das Ilhas – Bonfim para Além das Fachadas” consistiu num trabalho de intervenção social e artística que recorreu ao teatro e à fotografia para promover a recolha e reflexão sobre a memória das ilhas do Porto. O projecto procurou também obter o reconhecimento das ilhas enquanto património urbano/imaterial, humano e comunitário, propondo “pensar igualmente o presente e o futuro destes espaços habitacionais na cidade”, relembra a rede que o promoveu. 

Depois de ter sido mostrado em vários espaços, em Portugal, o resultado deste trabalho cativou a atenção unânime do júri deste prémio internacional promovido  pela Fundación Anastasio de Gracia-FITEL, na categoria “Património dos Trabalhadores”. E deixou Paulo Pimenta “muito feliz”, e quase sem palavras pelo nível de reconhecimento internacional que traz, “num grande festival em Madrid”, quer para as suas fotografias, quer para a realidade que ele, enquanto jornalista, vem acompanhando de perto há muito anos.

Um património da cidade

“Este projecto conseguiu colocar na ordem do dia, a reflexão sobre um património - a ‘Ilha’ -, espaço outrora núcleo de habitação operária, assente em zonas urbanas centrais, típico da cidade do Porto, que perdura até hoje. O Prémio Internacional Peironcely 10, é um reconhecimento desse património imaterial, humano e comunitário, que compõe as ilhas do Porto. É dedicado ao grupo inter-geracional de pessoas que, ao longo do projecto, se envolveram na criação de produtos artísticos e que continuam a promover a reflexão e debate sobre o direito à habitação e acesso à cidade, lutando por soluções mais justas e humanas”, explica Patrícia Costa, coordenadora do projecto.

PÚBLICO -
Moradores fotografados por Paulo Pimenta Paulo Pimenta

A Inducar relembra que o projecto Retratos das Ilhas: Bonfim para além das fachadas, foi financiado pela iniciativa Partis - Práticas Artísticas para a Inclusão Social da Fundação Calouste Gulbenkian – e teve por objectivo recuperar espaços de participação e construção colectiva, envolvendo as pessoas das ilhas, através da fotografia participativa e do teatro comunitário. Dele resultaram o espectáculo Cal, criação colectiva da Pele, interpretado por um grupo de moradores do Bonfim, com idades entre os 7 e os 87 anos e a exposição Ilha, com imagens de Paulo Pimenta e de crianças e seniores que com ele aprenderam a fotografar.

O projecto foi promovido pela Rede Inducar, uma organização para a promoção da educação não-formal e da integração social, em parceria com a Pele, Junta Freguesia do Bonfim, Câmara do Porto, Máquinas de Outros Tempos, Centro Português de Fotografia (CPF), Colorfoto e com o apoio e cooperação da Associação O Meu Lugar no Mundo, Centro Social Senhor do Bonfim, Centro Social das Antas, Associação de Moradores da Lomba, Hotel Vila Galé Porto, Irmandade dos Clérigos, Left Hand Rotation, OPPIA - Oporto Picture Academy, Serralves - Serviço educativo e Sempre Imagem Digital.