Bon Jovi vai abrir restaurante comunitário para alimentar estudantes universitários

O terceiro JBJ Soul Kitchen, uma iniciativa da estrela pop e da sua mulher, vai localizar-se no campus universitário de Rutgers, em New Jersey.

,Bon Jovi
Fotogaleria
O próprio Jon Bon Jovi oferece trabalho nos restaurantes comunitários DR
,Ator
Fotogaleria
A ideia passa por criar um espaço onde aqueles que precisam de uma refeição quente podem ter acesso a alimentos saudáveis e nutritivos Pilar Olivares/Reuters
,Bon Jovi
Fotogaleria
Em 2013, o cantor com o príncipe William, a mulher Dorothea Hurley (à direita) e os seus três filhos: Jacob, Stephanie e Romeo Reuters

Jon Bon Jovi, o vocalista da banda rock que marcou a década de 1980, está prestes a lançar-se numa terceira aventura da rede JBJ Soul Kitchen, que fundou com a mulher, Dorothea Hurley, com quem está casado há 30 anos. Desta vez, a ideia é ajudar estudantes cujo orçamento não lhes permite comer de forma saudável, explicou o par em entrevista ao programa CBS Sunday Morning.

“Todos pensamos que é um rito de passagem estudar muito e comer um caldo de noodles. Mas e se for a única coisa que se consegue pagar?”, pergunta Jon Bon Jovi à correspondente do programa Tracy Smith, explicando assim a razão pela qual escolheu um sítio próximo de uma universidade — no caso a estatal de Rutgers, em New Brunswick, Newark, no estado norte-americano de ​New Jersey, que, há quatro anos, decidiu atribuir ao cantor um grau académico honorário.

A ideia, sublinha o músico, passa por criar um espaço onde aqueles que precisam de uma refeição quente podem ter acesso a alimentos saudáveis e nutritivos sem se preocuparem com julgamentos. Até porque “a fome não se parece com o que os olhos da mente conseguem imaginar”, disse Dorothea Hurley, em jeito de desabafo, durante a conversa. “São as pessoas da sua igreja. São as crianças que frequentam a escola com os seus filhos.”

Um restaurante com um menu sem preços

O primeiro JBJ Soul Kitchen abriu, em 2011, em Red Bank, New Jersey. Na altura, o casal comprometeu-se a fornecer alimentos de qualidade a qualquer pessoa da comunidade que precisasse de uma refeição quente, completa e nutritiva. Um segundo espaço foi, entretanto, inaugurado em Toms River.

A diferença entre o JBJ Soul Kitchen e os outros restaurantes é o facto de o menu não ter preços. Assim, os clientes são convidados a entregar uma doação de 20 dólares (18 euros), valor que permite pagar a sua própria refeição e a de outra pessoa, que não possa. Caso o cliente não possa pagar, é-lhe proposto que se envolva no projecto e trabalhe de forma voluntária no espaço. Note-se ainda que a maioria dos alimentos chega aos restaurantes através de doações.

De acordo com o site oficial do JBJ Soul Kitchen, 54% das refeições servidas de forma gratuita foram possíveis graças aos donativos de clientes, enquanto as restantes foram pagas com trabalho voluntário.