Ondjaki, Julián Fuks e Chico Buarque entre os 156 nomeados ao Prémio Literário de Dublin

A short list do prémio será anunciada a 2 de Abril de 2020 e o anúncio do premiado acontecerá a 10 de Junho do próximo ano.

Ondjaki
Foto
RG Rui Gaudencio

O escritor angolano Ondjaki e os brasileiros Julián Fuks e Chico Buarque fazem parte da longa lista de 156 livros nomeados ao Prémio Literário Internacional de Dublin 2020, que distingue obras escritas em inglês ou traduzidas para aquela língua, foi esta segunda-feira anunciado. A short list do prémio será anunciada a 2 de Abril de 2020 e o anúncio do premiado acontecerá a 10 de Junho do próximo ano. O escritor angolano José Eduardo Agualusa recebeu este prémio em 2017. 

Entre os 156 títulos da primeira lista de nomeados contam-se Transparent City, versão inglesa de Os Transparentes, de Ondjaki, publicado em 2012 em Portugal pela Caminho e vencedor do Prémio José Saramago 2013, Resistance, versão inglesa de A Resistência, de Julián Fuks, editado em 2015 no Brasil pela Companhia das Letras e vencedor do Prémio Jabuti Livro do Ano 2016 e do Prémio José Saramago em 2017, e My German Brother, versão inglesa de O Irmão Alemão, de Chico Buarque, publicado em 2014 no Brasil pela Companhia das Letras e em Portugal também.

A lista inclui ainda, entre outros, obras do italiano Roberto Saviano (La Paranza dei Bambini, publicado em Portugal pela Alfaguara com o título Os Meninos da Camorra), do espanhol Javier Marías (Berta Isla, publicado em Portugal pela Alfaguara com o mesmo título), da polaca Nobel da Literatura Olga Tokarczuk (Prowadz swój plug przez kosci umarlych, publicado em Portugal pela Cavalo de Ferro com o título Conduz o teu Arado sobre os Ossos dos Mortos). Também faz parte da lista a obra The Great Fall, do Nobel da Literatura 2019 Peter HandkeNormal People, publicado em Portugal pela Relógio D'Água com o título Pessoas Normais, da irlandesa Sally Rooney e a obra que recebeu mais votações é  There There, de Tommy Orange, tendo sido escolhida por 13 bibliotecas do Canadá, Grécia, Irlanda e dos Estados Unidos. 

O Prémio Literário de Dublin é organizado pela autarquia de Dublin e gerido pelas bibliotecas públicas da cidade, com um valor monetário de 100 mil euros, a serem entregues na totalidade ao autor da obra vencedora, se esta for escrita em inglês, ou, no caso de tradução, a dividir entre escritor e tradutor, no valores de 75 mil euros e 25 mil euros, respectivamente. A lista foi escolhida por 400 bibliotecas de vários países, nos cinco continentes, incluindo Portugal.

Sugerir correcção