Torne-se perito

Madrid vai acolher cimeira do clima depois de o Chile desistir de organizar evento

A COP25 estava prevista para o Chile, mas, na quarta-feira, o presidente Sebastián Piñera anunciou que o país não iria organizar o evento devido aos protestos e manifestações que se registam.

Foto
Reuters/Sergio Perez

A próxima cimeira do clima (COP25) vai realizar-se em Madrid, confirmou esta sexta-feira em comunicado a agência da ONU sobre Mudanças Climáticas, com sede em Bona, na Alemanha.

“Cumpre-nos anunciar que a Mesa da COP concordou que a COP25 irá realizar-se entre 2 e 13 de Dezembro em Madrid, Espanha”, indicou a secretária executiva da agência, Patricia Espinosa.

A COP25 estava prevista para o Chile, mas na quarta-feira o presidente Sebastián Piñera anunciou que não iria organizar o evento devido aos protestos e manifestações que se registam no país. Mais de 20 líderes mundiais tinham presença confirmada na cimeira da APEC, entre os quais o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o chefe de Estado chinês, Xi Jinping, em Santiago, nos dias 16 e 17 de Novembro. No início de Outubro, Trump e Xi anunciaram querer assinar um acordo comercial preliminar à margem da cimeira.

“É uma decisão muito difícil e que nos causa muita dor. Entendemos perfeitamente a importância da APEC e da COP para o Chile e para o mundo, mas baseámos a nossa decisão no bom senso”, disse Piñera. O ministro dos Negócios Estrangeiros chileno, Teodoro Ribera, tinha dito na semana passada que “estava fora de questão” o Governo voltar atrás na decisão de ser o anfitrião. “Estou certo de que em nenhuma circunstância os protestos terão impacto nas cimeiras”, dissera, sublinhando que os líderes de Estado e Governo de outros países não tinham até ao momento expresso dúvidas sobre estarem presentes.

Sugerir correcção