Torne-se perito

EMEL admite dificuldades em fiscalizar estacionamento à noite

Empresa municipal de Lisboa quer fazer um “grande volume de admissões” de pessoal em 2020 para colmatar as falhas na fiscalização. Até 2023 está previsto um investimento de 18,5 milhões de euros em novos parques de estacionamento.

Suzuki Swift
Foto
Nuno Ferreira Santos

Uma das principais queixas dos moradores automobilizados de Lisboa encontra eco no Plano de Actividades e Orçamento (PAO) da EMEL para 2020. A empresa assume que não tem conseguido fiscalizar eficazmente o estacionamento à noite e quer, por isso, contratar mais trabalhadores, embora admita que também tem falhado nesse objectivo.