Torne-se perito

Recondução de Salgado na SRU é “erro político grave”, diz Roseta

Na despedida dos cargos políticos, Helena Roseta não se coibiu de deixar recados.

Foto
ENRIC VIVES-RUBIO

Helena Roseta está contra a recondução de Manuel Salgado na presidência da SRU, a empresa municipal que a câmara de Lisboa encarregou da realização de grandes obras. “Quem sai, deve sair completamente. É um erro político grave querer mantê-lo”, disse a presidente da Assembleia Municipal de Lisboa na quinta-feira à noite, precisamente o dia em que anunciou que renuncia a esse cargo.

Já esta sexta-feira, a autarca reforçou a mensagem com uma publicação no Facebook. “Lisboa também precisa de mudar de ciclo, aproveitando a saída de Manuel Salgado, que não devia ficar na SRU. É um erro político que deve ser evitado. Há uma necessidade premente de gerir a nossa cidade com mais participação e transparência e com métodos do século XXI”, escreveu.

Na quinta, quando se dirigiu aos seus correligionários do movimento Cidadãos Por Lisboa, que fundou há 12 anos, Helena Roseta pôs muito a tónica na necessidade de “uma mudança de paradigma” no Urbanismo da cidade e no reforço da participação pública. “A ferramenta para fazer participação pública é muito antiquada” e muitas vezes é usada como “forma de legitimar factos consumados”, criticou.

A recondução de Manuel Salgado na liderança da SRU devia ter sido votada pela autarquia na quinta-feira, mas a proposta, que tinha chumbo garantido, acabou por ser adiada. Entretanto, Teresa Leal Coelho, vereadora do PSD, manifestou a sua intenção de votar favoravelmente, pelo que a manutenção do ex-vereador do Urbanismo naquela empresa municipal está garantida.

Sugerir correcção