O Verão acabou, mas CP mantém cortes na Linha de Sintra

O horário de Verão da ligação Lisboa-Rossio e Mira Sintra-Meleças devia ter terminado a 7 de Setembro, no entanto a CP decidiu mantê-lo.

,Bahnhof Lissabon Campolide
Foto
Estação do Rossio, terminal dos comboios da família Rossio-Meleças. daniel rocha/ Arquivo

A CP reduziu o número de comboios por hora, nas horas de ponta, na ligação entre Lisboa-Rossio e Mira Sintra-Meleças. Desde 23 de Junho que circulam dois comboios por hora, em vez dos habituais quatro — o que era o habitual horário de Verão, que devia ter terminado a 7 de Setembro, conforme prometido pela transportadora, passou agora a ser o novo normal.

Fonte da CP confirma que a ligação entre Lisboa-Rossio e Mira Sintra-Meleças continua a ser feita com uma frequência de dois comboios por hora, tal como no Verão. Isto acontece apenas neste troço e “não na totalidade da linha”, esclarece a mesma fonte, em resposta ao PÚBLICO.

A empresa garante que, neste caso, a redução na oferta não se deve à falta de material circulante, um constrangimento que tem levado a alguns cortes.

A justificação? A monitorização da empresa ferroviária concluiu que, nesta ligação, a “oferta tem sido suficiente para a procura registada até este momento” e, portanto, “optou por mantê-la”. “Caso se verifique a necessidade de reforço, a CP actuará nesse sentido, utilizando os recursos humanos e materiais disponíveis”, acrescenta.

Em Junho, a mesma fonte dizia ao PÚBLICO que a redução de comboios a circular na Linha de Sintra era comum: “No período de Verão são, habitualmente, implementadas alterações à oferta na Linha de Sintra, que decorrem das alterações de procura, que se reduz em alguns percursos, no período de férias escolares”, justificava a empresa, que garantia – tal como agora – que o número de lugares oferecidos se iria manter, uma vez que esta família de comboios circula “em dupla”, isto é, comboios formados por duas unidades.

Em Maio, o PÚBLICO dava conta de sucessivas avarias que obrigavam à supressão de algumas circulações na Linha de Sintra. Entre o dia 8 de Maio e o dia 22 de Maio (data da publicação da notícia) foram suprimidos 117 comboios naquela linha.