Há 11.600 vagas disponíveis em todas as instituições de ensino superior

Milhares de estudantes colocados não se inscreveram nos cursos. São mais de 11.600 os lugares que ainda estão livres.

Foto
Paulo Pimenta

Ainda há vagas disponíveis em todas as instituições de ensino superior para a 2.ª fase do concurso nacional de acesso deste ano, que termina na próxima sexta-feira. Quase 5000 alunos que foram colocados no início deste mês não concretizaram a sua inscrição. Esses lugares voltam a estar a concurso. Ao todo, podem entrar ainda mais 11.600 alunos nas universidades e politécnicos.

O número de vagas sobrantes na 1.ª fase do concurso de acesso, cujos resultados foram conhecidos no início deste mês, foi o mais baixo da última década. Ficaram vazios 6734 dos cerca de 51 mil lugares inicialmente disponíveis. Garantiram então lugar num curso superior 44.500 estudantes – mais 1,2% do que no ano passado.

Mas nem todos terão ficado satisfeitos com o resultado do concurso. É que quase 5000 estudantes que tinham sido colocados na 1.ª fase acabaram por não concretizar a sua inscrição nos cursos. Este é um fenómeno habitual, explica o presidente da Comissão Nacional de Acesso ao Ensino Superior, João Guerreiro. “São alunos que não gostaram do sítio onde foram colocados ou então que verificaram que ainda havia vagas num curso em que não esperariam, à partida, entrar”, e decidem voltar a tentar a sua sorte na 2.ª fase, afirma aquele responsável.

Assim sendo, há ainda 11.614 vagas para a 2.ª fase do concurso nacional de acesso, de acordo com o edital publicado esta quarta-feira pela Direcção-Geral do Ensino Superior.

No final da 1.ª fase, a Universidade Nova de Lisboa, o ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa e as três escolas superiores de Enfermagem (no Porto, em Coimbra e em Lisboa) tinham ocupado todas as vagas disponíveis. Todavia, têm agora lugares vazios: 204 na Universidade Nova, 126 no ISCTE e 84 no somatório das três escolas superiores de Enfermagem. Há lugares disponíveis em todas as instituições públicas do ensino superior.

Das mais de 11.600 vagas ainda abertas, acima de dois terços estão em instituições do ensino politécnico. Nas universidades, há ainda 3600 lugares para novos alunos.

A 2.ª fase do concurso nacional de acesso ao ensino superior prolonga-se até ao final desta sexta-feira. Até à meia-noite desta quarta-feira, 14.502 estudantes tinham-se candidatado à 2.ª fase do concurso nacional de acesso. São mais 782 (5,7%) do que em igual período do ano passado. Este crescimento da procura está em linha com o que aconteceu na 1.ª fase – os 51.291 estudantes representaram um aumento de 3,4% face ao ano anterior.

Os resultados das colocações da 2.ª fase são conhecidos dentro de uma semana, no dia 26 de Setembro (quinta-feira). Há ainda uma 3.ª fase de ingresso nas universidades e politécnicos, que decorre na primeira semana de Outubro e cujo desfecho é conhecido em meados desse mês.