Os Glockenwise actuam às 15h30
Foto
Os Glockenwise actuam às 15h30 Andreia Gomes Carvalho

Porto: um piquenique dançante na relva, ao som de música portuguesa

Os jardins comuns da Casa das Artes e da Casa Allen, no Porto, recebem seis concertos de bandas portuguesas, durante a tarde de sábado, 7 de Setembro.

O Piquenique Dançante Sobre a Relva está de regresso ao Porto. Os jardins comuns à Casa das Artes e à Casa Allen serão palco, pelo quinto ano consecutivo, do evento de música ao vivo dirigido a todas as idades. No sábado, 7 de Setembro, a partir das 14 horas, os portões da Rua António Cardoso, 175, abrem-se para seis concertos, em sete horas dedicadas à música portuguesa.

O evento é, de acordo com Fernanda Araújo, da Casa das Artes do Porto, “um encontro familiar dedicado à música, num dos jardins mais bonitos da cidade do Porto, tanto pela dimensão como pela tipologia das árvores”. É, diz, “o grande evento do ano”.

Ghosts of Port Royal abrem as portas do evento com a interpretação do álbum Hostis Humani Generis, às 14h30. Seguem-se os Glockenwise, às 15h30, com Plástico. Uma hora depois é tempo de ouvir o álbum homónimo de O Bom, o Mau e o Azevedo. Bloom, o alter-ego de JP Simões, actua às 17h30, com um concerto a solo, preparado especialmente “para uma tarde de Verão entre amigos”, segundo se pode ler no comunicado enviado à imprensa. A realidade paralela de PZ (Paulo Zé Pimenta) é apresentada às 18h45, no álbum Do Outro Lado. A fechar o cartaz da edição deste ano do Piquenique Dançante, o Conjunto Sonora apresenta, a partir das 20h, Santa Rita Lifestyle.

O Piquenique Dançante Sobre a Relva está de regresso à cidade do Porto

O Piquenique Dançante Sobre a Relva está de regresso à cidade do Porto

A iniciativa, uma proposta da Sister Ray, do portuense Ricardo Salazar, visa, para além da promoção de um evento musical familiar, “a divulgação do jardim, das casas e desta editora jovem da cidade”, frisou Fernanda Araújo.

O Piquenique Dançante Sobre a Relva, inspirado no quadro Almoço na Relva, de Edouard Manet, “foi crescendo, tendo em conta que as bandas em palco também se foram profissionalizando”, contou a responsável, que valoriza “o conforto do evento” e se mostra satisfeita com o rumo desta iniciativa.

PÚBLICO -
Foto
O quadro “Almoço na Relva”, de Edouard Manet, faz parte da colecção do Museu d'Orsay, em Paris. DR

Em 2018 estiveram presentes quase 1000 pessoas, esperando-se este ano o mesmo número de visitantes. Para a responsável, esta “é a dimensão ideal para que as pessoas se sintam à vontade a ouvir um concerto debaixo das árvores”.

O conceito do Piquenique Dançante Sobre a Relva é literal, sendo portanto permitida e incentivada a entrada no recinto de comida e bebida. As pessoas são convidadas a levar o lanche.

A entrada para o evento é gratuita para crianças até aos 10 anos, desde que acompanhadas por um adulto portador de bilhete válido. Os bilhetes estão à venda na Ticketline e lojas associadas por 12 euros, até 31 de Agosto, aumentando para 14 euros daí em diante.