Passes mais baratos para quem viaja do Alentejo Litoral para Lisboa, Algarve e Évora

Redução tarifária chega aos 110 euros, para utilizadores de transporte público que hoje pagam 150 euros de passe mensal.

Viagens para concelhos no litoral alentejano ficam mais baratas
Foto
Viagens para concelhos no litoral alentejano ficam mais baratas Rui Gaudêncio

Os utentes dos transportes públicos rodoviários no litoral alentejano vão poder viajar, a partir de Setembro, para a Área Metropolitana de Lisboa (AML), Alentejo Central e Algarve por um valor máximo de 40 euros, foi anunciado esta quarta-feira. De acordo com a Comunidade Intermunicipal do Alentejo Litoral (CIMAL), a medida abrange os utentes dos concelhos de Alcácer do Sal, Grândola, Santiago do Cacém, Sines, no distrito de Setúbal, e Odemira (Beja), com assinaturas de linha da Rodoviária do Alentejo.

“As pessoas que hoje pagam 150 euros de passe vão passar a pagar 40 euros, traduzindo-se numa redução com algum significado para o rendimento dos utentes que, por razões de emprego, têm de se deslocar para a Área Metropolitana de Lisboa”, disse esta quarta-feira à agência Lusa o presidente da CIMAL, Vítor Proença. No caso dos utentes do litoral alentejano que se deslocam para o Algarve, a redução “abrange, sobretudo, o município de Odemira, tendo em conta que há pessoas que se deslocam para Aljezur, Lagos e Portimão”. “No Alentejo Central abrange as deslocações para Montemor-o-Novo e Évora para quem eventualmente tenha passe”, acrescentou o autarca.

A redução tarifária entra em vigor em Setembro e contempla os utentes que se inscreverem na plataforma online da CIMAL, onde se podem registar ou ter acesso imediato à renovação do passe com os novos valores a partir de Setembro, explicou o também presidente da Câmara de Alcácer do Sal.

A cerimónia de assinatura dos contratos para a redução dos tarifários nos transportes entre a CIMAL, a AML, que abrange 18 municípios, Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central (CIMAC), que contempla o distrito de Évora, e a Área Metropolitana do Algarve (AMAL) está marcada para quinta-feira à tarde no Salão Nobre dos Paços do Concelho de Alcácer do Sal.

De acordo com Vítor Proença, a redução tarifária representa “um passo importante no plano da descarbonização e no combate às alterações climáticas”. “Há pessoas que utilizam o seu automóvel para estes movimentos pendulares e podem passar a utilizar o transporte público, contribuindo para o combate às alterações climáticas, além da comodidade”, salientou.

Apesar de considerar que se trata de uma “boa medida” para os utentes do litoral alentejano, o autarca insistiu na necessidade de aplicar a redução tarifária ao comboio, além do “reforço das verbas” no próximo Orçamento do Estado (OE). “Vamos persistir nas questões relacionadas com a extensão ao comboio, nomeadamente as viagens de longo curso, no reforço das verbas no próximo OE, não só para manter este programa de redução tarifária como ampliá-lo, e na renovação das frotas para que as pessoas sejam transportadas com maior conforto”, concluiu.