Palcos da semana

Cinema na periferia, teatro de várias companhias e música na praia e no rio.

,O Nacional
Foto
The National GRAHAM MACINDOE

Música
Regressar a Paredes de Coura 

Passados quase trinta anos — já na 27.ª edição — o festival vizinho da Praia Fluvial do Taboão continua a ser um ponto de referência no que toca aos festivais de Verão portugueses, especialmente porque não esquece as suas raízes, bem entrelaçadas com o que de melhor se faz na música rock, quer em solo nacional, quer no estrangeiro. É, ao mesmo tempo, o local ideal para descobrir novas promessas musicais e ver ao vivo nomes consagrados. Os The National são exemplo de uma banda que fez esse percurso e continua a retornar a Paredes de Coura, desde 2005. O palco deste anfiteatro natural abre-se para concertos de velhos e novos amigos como Parcels, Kokoko!, New Order, Father John Misty, Sensible Soccers e Patti Smith and Her Band, entre muitos outros, numa celebração musical garantida.

 

PÚBLICO -
Foto
Capitão Fausto Andreia Gomes Carvalho

Música
Sol, e música, na Caparica

O Sol da Caparica, um festival que vai já na sexta edição, promete quatro dias dedicados à música e à praia, num festival de Verão com um único objectivo: gozar bem as férias grandes. O entretenimento musical fica a cargo de nomes como Anselmo Ralph, Benjamim, D.A.M.A., David Carreira, Linda Martini, Seu Jorge, Mariza, Carlão, Gabriel O Pensador, Boss AC ou Capitão Fausto. O último dia, dedicado às crianças, conta com Mão VerdeO Recreio da Anita e Porbatuka

 

PÚBLICO -
Foto
Fanzine

Teatro
Festival Altitudes 2019

Em primeiro lugar, é um festival de teatro, mas abraça cada vez mais a multidisciplinariedade. Este ano, inclui também espectáculos de rua, música, cinema ao ar livre e actividades relacionadas com a gastronomia e o entretenimento familiar. A palco, sobem peças como Cinderela, do Teatro de Marionetas (dia 11 às 10h30), MAPA/ Estórias de Mundos Distantes de Fernando Mota (dia 14, às 21h30), Improvável da Acta – A Companhia de Teatro do Algarve (dia 15, às 21h30) ou Sítio da Companhia da Chanca (dia 16, às 21h30), entre outras produções de várias companhias portuguesas. 

 

PÚBLICO -
Foto
Susana Travassos Lorena Dini

Música
Susana Travassos canta Mercedes Sosa

A compositora e cantora algarvia Susana Travassos tem feito carreira no Brasil, tendo já um disco de tributo a Elis Regina chamado Oi Elis, lançado em 2008, dedicando agora um espectáculo ao repertório da cantora argentina Mercedes Sosa. Continuando a reforçar os seus laços musicais e afectivos com a América Latina, depois de um disco gravado integralmente na Argentina, Pássaro Palavra (2019), a cantora portuguesa reúne os maiores sucessos, bem como outras canções marcantes do cancioneiro latino-americano, para esta homenagem a Mercedes Sosa.

 

PÚBLICO -
Foto
Chuva é Cantoria da Aldeia dos Mortos

Cinema
Filmes na periferia

A sétima edição do Periferias — Festival Internacional de Cinema de Marvão, em Portugal, e Valência de Alcântara, em Espanha, volta a levar o cinema ao ar livre a aldeias e lugares históricos nesta ligação luso-espanhola. Podem ser vistos filmes como Diamantino, de Gabriel Abrantes e Daniel Schmidt, Batida de Lisboa, de Rita Maia e Vasco Viana, bem como Buñuel en el Laberinto de las Tortugas, de Salvador Simó, ou Debaixo do Céu, de Nicholas Oulmann, entre outros. A animar as hostes, há ainda concertos de Haga Que Passe (dia 11, às 21h) e Alberto Mundi (dia 18, 21h30), a par de exposições e painéis de discussão.