Ferro Rodrigues representa Marcelo nos 20 anos do referendo de Timor-Leste

Durante duas semanas, o presidente do Parlamento português encontra-se também com homólogos da Nova Zelândia e da Indonésia e participa, em nome de Marcelo Rebelo de Sousa, nas comemorações dos 20 anos do referendo da independência de Timor-Leste.

Foto
daniel rocha

Será um périplo praticamente aos antípodas, aquele que o presidente da Assembleia da República se prepara para fazer durante duas semanas, entre o final de Agosto e o início de Setembro. Eduardo Ferro Rodrigues visitará a Nova Zelândia e a Indonésia como presidente do Parlamento, mas irá também a Timor-Leste em representação de Marcelo Rebelo de Sousa.

Ferro Rodrigues estará na Nova Zelândia entre os dias 23 e 28 de Agosto em visita oficial, a convite do presidente da Câmara dos Representantes, Trevor Mallard. O presidente do Parlamento português recebera o seu homólogo em Abril do ano passado na Assembleia da República.

Entre 29 de Agosto e 1 de Setembro, a segunda figura do Estado português desloca-se a Timor-Leste para participar nas comemorações dos 20 anos do referendo e da Missão InterFET em representação do Presidente da República Marcelo Rebelo de Sousa.

O referendo sobre a independência de Timor-Leste realizou-se a 30 de Agosto de 1999, depois de longas negociações entre Portugal e a Indonésia, que a 5 de Maio de 1999 assinaram, pela mão dos respectivos chefes da diplomacia, Jaime Gama e Ali Alatas, e sob o patrocínio das Nações Unidas, o acordo que marcava a consulta popular naquele território. Porém, assim que foram conhecidos os resultados, que davam uma larga maioria (78,5%) a favor da independência do território em vez de se tornar uma província autónoma da Indonésia, as milícias pró-Indonésia iniciaram uma onda de perseguições e violência.

Calcula-se que naquelas poucas semanas tenham sido mortos pelo menos 1500 timorenses, enquanto boa parte da população foi forçada a exilar-se na zona ocidental da ilha, ao mesmo tempo que as milícias iam arrasando casas e infra-estruturas da região leste. A ONU respondeu com a criação da Força Internacional para Timor-Leste (InterFET), liderada pela Austrália, que chegou a Timor a 20 de Setembro desse ano, ajudando a restabelecer a paz.

A Indonésia é precisamente a última paragem desta viagem de duas semanas, onde Ferro Rodrigues se desloca a convite do presidente da Câmara dos Representantes da Assembleia Consultiva do Povo da República da Indonésia, Bambang Soesatyo, entre os dias 2 e 5 de Setembro. Do programa consta a participação no 3.º Fórum Parlamentar Mundial sobre Desenvolvimento Sustentável, que se realiza em Bali nos dias 4 e 5.

Na ausência de Ferro Rodrigues, assumirão as suas funções na Assembleia da República os vice-presidentes Jorge Lacão (de 21 a 23 de Agosto e de 31 de Agosto a 5 de Setembro) e José Manuel Pureza (entre 24 e 30 de Agosto).