Quem quer ser governador do Banco de Portugal?

A porta giratória entre regulador e regulado deu a volta completa. Tudo isto como se não houvesse qualquer conflito de interesses.

Quando Carlos Costa for substituído à frente do banco de Portugal, em 2020, poderemos dizer que a regulação do sector bancário dos últimos 20 anos foi da responsabilidade de Vítor Constâncio e Carlos Costa. Duas décadas de grande turbulência na banca, rica em jogos políticos, fraudes financeiras, falências, falhas de regulação, etc., que nos custaram dezenas de milhares de milhões de euros. Agora que sabemos quem será a próxima presidente do Banco Central Europeu, chegou a altura de discutir quem deverá ser o futuro governador do Banco de Portugal.