Trás-os-Montes Records: fazer música inédita, viver e criar sem pressas

Convidar artistas nacionais e internacionais da música e das artes visuais para criarem no Nordeste Transmontano é a aposta desta nova editora. António Júlio Duarte, Daniel Knox, Josephine Foster e Carla Filipe são nomes que vão passar pelo projecto, inaugurado com um disco de Maria Reis, Gabriel Ferrandini e André Cepeda.

Foto
Uma história que cruza o promotor Nuno Fernandes, o músico Gabriel Ferrandini, o fotógrafo André Cepeda e a mãe, Lisa Cepeda, e Maria Reis, metade das Pega Monstro adriano miranda

De um encontro a três surgiu um concerto, do concerto fez-se um disco, do disco nasceu uma editora. A Trás-os-Montes Records é uma história que foi acontecendo, sem regras e sem planeamentos. Uma história que cruza cidades, vontades e sinergias, que cruza pessoas: o fotógrafo André Cepeda e a mãe, Lisa Cepeda, o promotor Nuno Fernandes, os músicos Maria Reis (metade das Pega Monstro) e Gabriel Ferrandini.