Sete ideias para sair esta semana

Dias com carapaus, ioga, livros, lendas e outras memórias. Para viver sem medos.

Foto
A ioga é tema de festival em Alcochete Nelson Garrido

LOURINHÃ E TORRES VEDRAS
É carapau!

De 15 a 30 de Junho

É a primeira Quinzena Gastronómica do Carapau do ecoMAR e inclui 17 restaurantes com uma ementa sob o signo do carapau e propostas que vão do tradicional ao contemporâneo. Da Praia da Assenta, no concelho de Torres Vedras, até Paimogo, no concelho da Lourinhã.

 

PÚBLICO -
Foto
DR

MONÇÃO
Monção à Coca

De 20 a 23 de Junho
Centro histórico

Reza a lenda que o combate entre S. Jorge, cavaleiro do Bem, e a Coca, dragão do Mal, simboliza a previsão do que aí vem: se ganhar o primeiro haverá uma boa colheita de vinho Alvarinho; se a vitória for do segundo, adivinham-se tempos difíceis e adversos. O episódio (recriado dia 20 de Junho, às 19h, no anfiteatro natural do Souto) é um dos pontos-chave da tradicional festa do Corpo de Deus/Coca de Monção, que celebra a identidade e etnografia do povo. No alinhamento, além da Procissão Solene, há arruadas, bombos, fanfarras, cortejos, oficinas Ninho da Coca, peddy paper para famílias Na Pegada da Coca e o espectáculo O Despertar do Dragão (dia 22, às 21h30, na Praça Deu-la-Deu). A compor o cenário, estão retratos da ruralidade com representações da pastorícia, das vindimas, da malhada do centeio ou da desfolhada.
Grátis

 

PÚBLICO -
Foto
Nuno Ferreira Santos

ALCOCHETE
Um festival de (boas) energias

De 14 a 16 de Junho
Largo do Rossio

Energia, bem-estar, concentração, meditação, relaxamento. Durante três dias, Alcochete vai ao tapete para bem do corpo e da mente. Em jeito de aquecimento para o Dia Internacional do Ioga, que se comemora a 21 de Junho, a quarta edição do Festival de Ioga e Feira Alternativa dá espaço às várias práticas da disciplina originária da Índia (ashtanga, kundaliní, swásthya, hatha ou vinyasa), lado a lado com aulas, palestras, concertos, recitais, demonstrações de dança, oficinas e apresentação de livros. O convite é dirigido a todas as idades e estados de graça, das sessões para grávidas às aulas para bebés e crianças ou em família. Na montra, com o carimbo da ecologia e sustentabilidade, estão também expositores com alimentos, suplementos, cosmética e produtos 100% naturais e biológicos.
Horário: sexta, das 16h às 22h; sábado, das 10h às 22h; domingo, das 10h às 20h.
Entrada livre

 

PÚBLICO -
Foto
"People I Saw but Never Met", de Zadok Ben-David Gene Ogami

BRAGANÇA
Em Terra(s) de Sefarad

De 19 a 23 de Junho
Teatro Municipal, Centro Arte Contemporânea Graça Morais, Museu Abade de Baçal, Centro Cultural Adriano Moreira, Centro de Fotografia Georges Dussaud, Praça da Sé

Bragança recebe a segunda edição do Terra(s) de Sefarad - Encontros de Culturas Judaico-Sefardita. Uma das âncoras do programa está no Congresso Internacional Diásporas, Identidade e Globalização, que visa a promoção da cidade como “centro da reflexão sobre a memória e o património judaico em Portugal e em todo o Norte da Península Ibérica”. Outros momentos importantes: o Fórum Económico e do Empreendedorismo e o Encontro da Historiografia Local e Regional Sefardita, a Mostra de Cinema Judaico ao ar livre, o Mercado Kosher na Praça da Sé e a música dos israelitas Yamma Ensemble e dos portugueses UDJAT. No capítulo das exposições (que se prolongam além destes cinco dias), o destaque vai para a instalação People I Saw but Never Met, de Zadok Ben-David e Arquivos de Memórias do Memorial e Centro de Documentação – Bragança Sefardita.
Grátis (para o concerto de Yamma Ensemble, dia 22 de Junho, é necessária reserva - [email protected], [email protected])
Programação completa aqui.

 

PÚBLICO -
Foto
Patrícia Almeida

FARO
Retratos do Algarve

Até 21 de Dezembro
Teatro das Figuras
 

O turismo à beira-mar e as férias de Verão serviram de ponto de partida ao trabalho de Patrícia Almeida (1970–2017) em Portobello. Captado pela lente da artista nas suas viagens ao Algarve, em 2006 e 2007, está um território que faz parte do imaginário colectivo do veraneio, com hotéis, piscinas, toalhas de praia, relvados, bares e discotecas, e as vivências estereotipadas de quem por lá passa. A série de formato documental valeu a nomeação da fotógrafa para o sexto prémio BES Photo e pode agora ser vista no “lugar-marca” que lhe deu corpo, no âmbito do programa de itinerância nacional da colecção da Fundação de Serralves.
Horário: terça a sábado, das 13h às 19h30.
Grátis

 

PÚBLICO -
Foto
DR

ALCÁCER DO SAL
Sem medos

De 21 a 23 de Junho
Jardim Municipal

Em Alcácer do Sal, as lendas da terra servem de pano de fundo para o Horror Fest. Durante três dias, há terror à mão de semear, à espreita em cada esquina e à boleia de histórias como Luz da Caniceira, Moura Encantada ou Bruxas de Salema. O festival de teatro imersivo é promovido pela Apocalypse – Associação de Teatro e Musicais e convida os mais destemidos a viver o horror através de experiências diferentes: numa peça teatral onde o público faz parte da acção, num escape room com enigmas para sair de oito salas numa hora, no percurso com efeitos especiais Passagem de Terror, ou no jogo imersivo Mundo Apocalyptico, onde se pede aos participantes para escapar de monstros sem perder as suas três vidas. O evento faz parte da 29.ª PIMEL - Feira do Turismo e da Actividades Económicas, que decorre entre 21 e 24 de Junho no Parque de Feiras e Exposições da cidade.
Horário: sexta a domingo, das 21h30 às 2h.
Bilhetes de 7€ a 12,50€
Informações e reservas: [email protected], T. 910496146.

 

PÚBLICO -
Foto
José Saramago Nuno Ferreira Santos

ALVAIÁZERE, ANSIÃO, ARGANIL, CASTANHEIRA DE PÊRA, FIGUEIRÓ DOS VINHOS, LOUSÃ, MIRANDA DO CORVO, PAMPILHOSA DA SERRA, PEDRÓGÃO GRANDE, PENELA, S. PEDRO DO SUL, TÁBUA
Palavras de Fogo

De 14 a 17 de Junho
Vários locais

Um festival de letras para doze municípios afectados pelos incêndios florestais de 2017. O FLII Palavras de Fogo - Festival Literário Internacional do Interior nasceu com o intuito de levar livros e escritores à região centro do país, fustigada pelo fogo. Mais do que uma homenagem às vítimas, o evento promove o desenvolvimento dos talentos locais e a sinergia dos recursos intermunicipais, através de leituras, encontros, acções de formação, concursos, palestras, workshops, espectáculos, instalações, feiras do livro e exposições. Da poesia na Praça do Município de Ansião (dia 16, 18h30) à conversa com Afonso Cruz, Andrea del Fuego e Eun Heekyung na Praia das Rocas de Castanheira de Pêra (dia 16, 18h30); da exposição de fotografias Os Indesejados: O Refúgio Interdito numa Anti-Europa, de Bruno Simões Castanheira, em Miranda do Corvo ao recital M89 - Poemas para Muros e Galáxias Distantes no Anfiteatro da Devesa em Pedrógão Grande (dia 15, às 16h). O cartaz, extenso e transversal, celebra a obra de José Saramago, Sophia de Mello Breyner Andresen e Jorge de Sena, sem esquecer os 30 anos da queda do Muro de Berlim. Ou não fosse o tema A arte e a cultura como reanimadores de uma região e de um povo.
Programa completo aqui.
 

 

Mais ideias para sair? Por aqui

Guia do Lazer: música, teatro, dança, artes, feiras e muito mais

 

PÚBLICO -
Foto

EXTRA: Cinema
Os Olhos de Orson Welles

Realizado pelo conhecido crítico e historiador de cinema Mark Cousins, este documentário é uma viagem ao universo pictórico de Orson Welles (1915–1985). Desenhos, pinturas e trabalhos inéditos são agora mostrados graças a Beatrice Welles, filha do realizador com a actriz e aristocrata italiana Paola Mori. Nos cinemas a partir de 13 de Junho. Mais em Cinecartaz.