Morcegos, aranhas e joaninhas ajudam a produzir vinho biológico no Alentejo

Até Novembro deste ano, a Herdado do Esporão, uma das maiores produtoras de vinho no Alentejo, espera ter todos os seus 650 hectares de vinha com certificação biológica. Uma transformação que aumentou a produtividade da vinha e trouxe uma maior biodiversidade para o terreno.

Em conversa com o PÚBLICO o CEO da empresa, João Roquette, responde a algumas dúvidas que se levantam em relação a este tipo de produção e conclui: a produção biológica “não é um bicho-de-sete-cabeças”.

O PÚBLICO está no Brasil no Vinhos de Portugal, um evento organizado em parceria com os jornais O Globo e Valor Econômico, que estará no próximo fim-de-semana em São Paulo.

Sugerir correcção