Opinião

Ressureição?

Aquilo de que precisamos agora é de uma visão realista do planeta Terra como um sistema único no qual o ambiente não reconhece fronteiras.

O menos conhecido dos romances de Tolstói, Ressureição, começa com o início da Primavera numa grande cidade. “As pessoas, porém — as pessoas grandes, adultas — não deixavam de se enganar e de se magoar, a elas mesmas e aos outros”, pode ler-se na tradução portuguesa de Nina e Filipe Guerra (ed. Presença, 2010). “Achavam elas”, essas pessoas grandes, adultas, “que o sagrado e o importante não era a manhã primaveril nem a beleza do mundo… mas que o sagrado e o importante era o que elas próprias tinham inventado para ganharem poder umas sobre as outras”.