Este ano o Dia Mundial do Livro festeja-se sob a influência de Sophia

A data será celebrada de Norte a Sul do país com várias iniciativas de entrada gratuita.

Sophia de Mello Breyner Andresen
Foto
O centenário do nascimento de Sophia de Mello Breyner Andresen está a comemorar-se em 2019 DANIEL ROCHA

O Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor, celebrado esta terça-feira, 23 de Abril, será assinalado em várias zonas do país.

O Plano Nacional de Leitura 2027 (PNL2027) assinala a data com a marcha “Manifesta-te pela Leitura”, que terá início na Praça Luís de Camões, em Lisboa, e seguirá pelo Chiado, com paragens para leituras em voz alta nas livrarias BD Mania, Bertrand, Férin e FNAC. O desfile será acompanhado por músicos e artistas do Chapitô, que irão fazer a banda sonora desta festa do livro e da leitura no centro da capital portuguesa.

Ainda em Lisboa, a Fundação José Saramago recebe a visita do historiador Manuel Loff para uma conversa sobre o fascismo em Portugal, com entrada gratuita, e a Casa Fernando Pessoa, em parceria com o Amoreiras 360º Panoramic View, irá apresentar o recital Coroai-me de rosas, com os actores Teresa Coutinho, Miguel Loureiro e António Fonseca (a entrada também é gratuita, mas a lotação é limitada a 45 pessoas).

Por sua vez, a Associação Portuguesa de Editores e Livreiros (APEL) junta-se às Bibliotecas de Lisboa na iniciativa “Ler em Todo Lado”, que conta com várias actividades ao longo do mês de Abril: o Jardim dos Coruchéus recebe leituras diversas de poemas de Sophia de Mello Breyner Andresen, cujo centenário se festeja este ano, a Biblioteca do Palácio Galveias receberá um ciclo de concertos da Escola Artística de Música do Conservatório Nacional, e na Biblioteca Orlando Ribeiro haverá uma leitura encenada que revisita os textos de Sophia de Mello Breyner Andresen, Sophia na Biblioteca Andante.

No Porto, a iniciativa “Todos a Ler!” destaca a obra de Sophia de Mello Breyner Andresen e de Jorge de Sena (outro centenário de 2019), através do programa “Sophia e Jorge 100 anos”, na Biblioteca Municipal Almeida Garrett. O dia começa e acaba com o espectáculo A Viagem, de Joana Providência, inspirado no conto homónimo de Sophia, e conta ainda com as exibições dos filmes Correspondências, de Rita Azevedo Gomes, inspirado nas cartas trocadas entre Sophia e Jorge de Sena durante os anos de exílio deste último, e Os Salteadores, baseado no conto de Jorge Sena.

Em Albufeira, na Biblioteca Municipal Lídia Jorge, o actor Luís Marreiros irá apresentar o seu mais recente trabalho, a peça de teatro A Voz Humana, de Jean Cocteau.

O Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor é uma iniciativa internacional da UNESCO e celebrou-se pela primeira vez em 1996, para promover o livro e a leitura como ferramentas de inclusão e de formação cívica. Assinala ainda a morte do autor espanhol Miguel de Cervantes e do dramaturgo inglês William Shakespeare, a 22 e 23 de Abril de 1616, respectivamente.