Comentário

Netanyahu, a democracia e o apartheid

Os dez anos dos últimos mandatos de Netanyahu não foram inócuos. Aceleraram a degradação da democracia israelita e enterraram a solução “dois estados”

Um apoiante de Netanyahu com uma bandeira de apoio a Trump
Foto
Um apoiante de Netanyahu com uma bandeira de apoio a Trump Reuters/Ronen Zvulun

Um leitor com memória lembrar-se-á dos debates israelitas de há 20 anos, em que se discutia a erosão do sionismo secular, a ascensão do fundamentalismo religioso, os colonatos e a ocupação, as intifadas e as negociações de paz. Não é preciso regressar aos Acordos de Oslo, de 1993, que já rememoramos como pré-história. Israel mudou mais do que parece.