A nova vida do edifício dos Albergues Nocturnos do Porto

É um edifício icónico da Rua dos Mártires da Liberdade, no Porto, e os tapumes que denunciavam as obras de reabilitação deram lugar a uma fachada de cara lavada, azulejos brilhantes e um nome bem visível: Albergues Nocturnos do Porto. O projecto de recuperação do edifício da centenária Associação dos Albergues Nocturnos do Porto esteve a cargo dos arquitectos Nuno Valentim, Frederico Eça e Margarida Carvalho e foi distinguido, em Outubro de 2018, com o Prémio Nuno Teotónio Pereira 2017. O objectivo da obra de reabilitação, liderada por Nuno Valentim, foi “aumentar a capacidade, melhorar as áreas, a iluminação, o conforto e as condições gerais de utilização” do centro de acolhimento, gerido por aquela associação fundada em 1881 pelo rei D. Luiz I. No vídeo produzido pelo estúdio Building Pictures, Laudolino Jesus apresenta a nova vida do edifício de cinco pisos, sentado numa escadaria iluminada por clarabóias.

Laudolino, agora funcionário dos Albergues Nocturnos do Porto, chegou a esta casa em situação de sem-abrigo. Nessa altura, conta, encontrou “um espaço bastante cinzento” que “não oferecia muitas condições de higiene”. “Dormíamos todos numa camarata, todos juntos. E era um bocado assustador estar rodeado por 24 pessoas (…) Era um bocado camarata de tropa.” De um único quarto passou a vários, com capacidades distintas, camas e armários novos, balneários recuperados “com grandes condições”, aquecimento, janelas operacionais, varandas acessíveis. “Isto é como a casa da mãe, não é?”, remata Laudolino. “Por muito mal que as coisas corram, temos um sítio onde nos podemos ir aninhar e lamber as feridas.”

Sugerir correcção