Sem boicote à vista, Conan Osiris foi a Israel

Apesar dos apelos a um boicote, o intérprete de Telemóveis, a canção vencedora do Festival da Canção de 2019, está em Telavive para gravar o postal para a competição.

Foto
Conan Osiris no final de 2018, meses antes de vencer o Festival da Canção Nuno Ferreira Santos

Conan Osiris está em Israel. A KAN, a estação pública de televisão israelita, que organiza a edição deste ano da Eurovisão, confirmou-o num grupo de Facebook alusivo ao concurso. Publicou uma fotografia do intérprete de Telemóveis, o vencedor da final do Festival da Canção de 2019 e representante português na Eurovisão, com Kobi Marimi, o representante israelita que defenderá Home. O cantor israelita também publicou, na sua conta de Instagram, uma Instagram Story com uma fotografia dos dois, a dizer “bem-vindo a Israel”. A informação foi avançada pelo site português ESCPORTUGAL, alusivo à Eurovisão.

Esta semana, os concorrentes estão a gravar os seus postais de apresentação na Eurovisão, que este ano decorre entre 14 e 18 de Maio em Telavive. Portugal actua na segunda parte da primeira semifinal, a 14 de Maio. Na conta de Twitter oficial da edição de 2019 têm sido publicados vídeos e imagens de alguns dos músicos com que Conan Osiris se vai defrontar.

Desde que, no início do Março, Telemóveis foi escolhida para representar Portugal, os apelos a um boicote por parte do compositor e intérprete da canção foram-se sucedendo. Primeiro foi o Comité de Solidariedade com a Palestina, em parceria com o SOS Racismo e as Panteras Rosa. Mais recentemente, Roger Waters, o músico ex-Pink Floyd, divulgou nas redes sociais que tinha escrito a Conan Osiris para este não ir a Telavive, mas não tinha obtido resposta.

">

Na entrevista publicada na página de YouTube do canal de televisão pública israelita, o cantor português foi questionado acerca da carta que recebeu de Roger Waters. No entanto, Conan Osirios preferiu não expressar qualquer posição em relação conflito entre Israel e Palestina​. "É o que se vê. Toda a gente tem o seu conteúdo, certo?”, limitou-se a responder. “Não sou uma pessoa muito de notícias”, acrescentou. “Nem sequer tenho uma televisão em casa”. 

“Vi muitas reacções onde as pessoas sentem as emoções ainda antes de traduzirem as letras. Se eles sentem o que eu quis passar na música isso é perfeito”, resumiu.