PSP reforça policiamento na zona de Loures e Setúbal

Em Odivelas e na Póvoa de Santo Adrião, diversas viaturas foram incendiadas e 11 caixotes do lixo foram destruídos com cocktails molotov.

Fotogaleria
Carro incendiado no bairro Codivel, Odivelas MÁRIO CRUZ/lusa
Fotogaleria
Caixotes do lixo destruídos com recurso a cocktails molotov. Cidade Nova, Odivelas MÁRIO CRUZ/Lusa

A PSP reforçou esta terça-feira o policiamento com elementos da Unidade Especial de Polícia em algumas zonas de Loures e da Bela Vista, em Setúbal, na sequência dos incidentes registados durante a noite, disse à Lusa fonte policial.

A mesma fonte adiantou que a Polícia de Segurança Pública está a investigar os incidentes ocorridos em Odivelas, Póvoa de Santo Adrião e na Bela Vista.

Uma pessoa foi detida durante a noite na sequência dos incidentes registados em Odivelas e na Póvoa de Santo Adrião, onde diversas viaturas foram incendiadas e 11 caixotes do lixo foram destruídos com recurso a cocktails molotov, segundo a PSP.

Em comunicado, a PSP explica que quatro viaturas foram incendiadas cerca das 21h40 de segunda-feira na Póvoa de Santo Adrião (duas) e em Odivelas (duas), no distrito de Lisboa, e que, na sequência destes incidentes, foram incendiados e destruídos 11 caixotes do lixo e danificadas outras cinco viaturas na zona circundante ao Bairro da Cidade Nova, em Loures.

A PSP acrescenta que, já durante a madrugada, pelas 3h15, na Bela Vista, Setúbal, foram lançados três cocktails molotov contra a esquadra da polícia. Em comunicado, a polícia fez questão de sublinhar que, até ao momento, "nada" indicia que estas ocorrências "estejam associados à manifestação ocorrida ontem no Terreiro do Paço", contra a intervenção policial no bairro da Jamaica (Seixal, no distrito de Setúbal), no domingo.

Depois do protesto no Terreiro do Paço, quatro pessoas foram detidas na sequência do apedrejamento de elementos da PSP por parte de moradores do bairro social da Jamaica, que protestaram em Lisboa, frente ao Ministério da Administração Interna, para dizer "basta" à violência policial e "abaixo o racismo".

Este protesto teve como motivo a intervenção policial realizada no domingo de manhã no Bairro da Jamaica, quando a PSP foi alertada para "uma desordem entre duas mulheres", tendo sido deslocada para o local uma equipa de intervenção rápida da PSP de Setúbal. Na ocasião, um grupo de homens reagiu à intervenção dos agentes da polícia quando estes chegaram ao local, atirando pedras.

A PSP abriu um inquérito para "averiguação interna" sobre a "intervenção policial" ocorrida no Bairro da Jamaica.

Também o Ministério Público abriu um inquérito aos incidentes ocorridos no domingo entre populares e elementos da PSP neste bairro.

A fonte policial disse à Lusa que, até ao momento, nada indica que os incidentes ocorridos na zona de Loures e da Bela Vista estejam relacionados com o que aconteceu no Bairro da Jamaica.

Sugerir correcção