Um astronauta vem contar as suas peripécias na Conferência de Natal Ciência Viva

No próximo sábado à tarde, o Teatro Nacional D. Maria II (em Lisboa) recebe a conferência do astronauta dinamarquês Andreas Mogensen.

Foto
O astronauta dinamarquês passou dez dias na Estação Espacial Internacional NASA

O astronauta dinamarquês Andreas Mogensen é o anfitrião da sétima Conferência de Natal da agência Ciência Viva. Denominada O Sentido da Vida, a conferência tem lugar no Teatro Nacional D. Maria II, em Lisboa, no sábado às 16h. A entrada é gratuita, mediante inscrição. Antes, na sexta-feira, o astronauta dará uma palestra no Pavilhão do Conhecimento (também em Lisboa) para 200 alunos do ensino básico e secundário.

Andreas Mogensen nasceu em Copenhaga em 1976 e foi o primeiro astronauta dinamarquês formado pela Agência Espacial Europeia (ESA). Tirou o mestrado em engenharia aeronáutica no Imperial College de Londres e, no âmbito do programa Erasmus, passou um semestre no Instituto Superior Técnico, em Lisboa.

Agora, volta à capital portuguesa para contar as peripécias da sua vida de astronauta a um público de todas as idades. A 2 Setembro de 2015 partiu do cosmódromo de Baikonur (Cazaquistão) em direcção à sua primeira missão no espaço. Andreas Mogensen passou dez dias na Estação Espacial Internacional (ISS), onde fez experiências de projectos de cientistas europeus focados no uso de tecnologia de ponta.

A escolha do nome desta conferência – O Sentido da Vida – não é ao acaso. O astronauta dinamarquês é uma das sete personagens do documentário de Miguel Gonçalves Mendes (que realizou José e Pilar) com o mesmo nome: O Sentido da Vida. “Ao longo de dois anos, o filme acompanha os treinos de Andreas na NASA, na Agência Japonesa de Exploração Espacial (JAXA) e na Agência Espacial Europeia, bem como a sua primeira viagem ao espaço”, lê-se no comunicado da Ciência Viva sobre a conferência. “Para este documentário, o astronauta levou consigo uma câmara para filmar o seu dia-a-dia a bordo da Estação Espacial Internacional, onde gravou um vídeo-diário para a sua filha recém-nascida com as suas impressões sobre o mundo, a vida e a morte.”

Inspiradas nas Conferências de Natal (Christmas Lectures) da Royal Institution de Londres criadas em 1825 pelo físico e químico inglês Michael Faraday, as Conferências de Natal Ciência Viva têm sido organizadas em parceria com instituições científicas de referência, portuguesas e estrangeiras. A conferência tem transmissão em directo via streaming, aqui.