Torne-se perito

Novo livro de Lucia Berlin e todas as letras de Chico Buarque até ao final do ano

A rentrée literária do grupo Penguin Random House é ainda marcada pela publicação de eBecoming — A minha história, um livro de memórias e de reflexão de Michelle Obama.

Foto
Chico Buarque em Lisboa Miguel Manso

Um livro que reúne todas as letras de Chico Buarque e uma reportagem biográfica sobre o músico e escritor, uma novela lírica de Afonso Cruz, as memórias de Michelle Obama e um novo livro de contos de Lucia Berlin marcam a rentrée literária do grupo Penguin Random House.

Os principais destaques da editora chegam em Novembro, com a publicação do "tão aguardado" novo livro de Lucia Berlin, Anoitecer no Paraíso, uma colectânea de contos inédita organizada em colaboração com o filho da autora, que terá publicação mundial.

Até morrer, em 2004, a escritora norte-americana nunca se afirmou literariamente, o que só viria a acontecer em 2015 com a publicação de uma colectânea de contos intitulada Manual para mulheres de limpeza, que se tornou um fenómeno mundial.

Com a chancela da Alfaguara, que já em 2015 foi responsável pela publicação em Portugal de Manual para mulheres de limpeza, estes 22 novos contos de autoficção voltam a abordar os temas que celebrizaram a autora: as mulheres estão no centro das histórias, os cenários vão do Texas ao Chile, do México a Nova Iorque.

Também no mesmo mês a Alfaguara publica, pela primeira vez em Portugal, a primeira antologia de poesia de Charles Bukowski, traduzida pela poeta portuguesa Rosalina Marshall e organizada e prefaciada por Valério Romão.

Esta selecção de poesia inédita foi coligida a partir de dezenas de livros de poesia de Bukowski, publicados ao longo dos anos.

Outro destaque, desta vez na chancela Companhia das Letras, é Tantas Palavras - Todas as Letras & Reportagem Biográfica de Humberto Werneck?, o livro que reúne todas as letras de Chico Buarque, a par e passo com uma reportagem biográfica da vida do músico e escritor brasileiro escrita pelo jornalista e escritor brasileiro Humberto Werneck, que será publicado pela primeira vez em Portugal.

No dia 13 de Novembro, chega às livrarias Becoming — A minha história, pela Objectiva, um livro de memórias e de reflexão de Michelle Obama, que convida os leitores a entrar no seu mundo, relatando as experiências que a moldaram — desde a infância, na zona sul de Chicago, passando pelos anos como executiva, equilibrando as exigências da maternidade e do trabalho, até ao tempo passado na Casa Branca.

Antes disto, Afonso Cruz chega às livrarias em Outubro com um novo livro, publicado pela Companhia das Letras, mas ainda sem título anunciado.

Autor multipremiado, escritor, ilustrador e músico português, Afonso Cruz criou desta vez uma "novela lírica e comovente de um pai que conta a sua vida a uma filha que não conhece e que não fala a sua língua", descreve a editora.

Na mesma chancela e no mesmo mês é publicado Luanda, Lisboa, Paraíso, a segunda obra de Djaimilia Pereira de Almeida, autora de Esse cabelo, publicado em 2015 pela Teorema, sobre a identidade e as relações entre pais e filhos, centrado numa criança, oriunda de Luanda, e nas origens do seu cabelo crespo.

No panorama internacional, a editora destaca Berta Isla, do espanhol Javier Marías, eleito pelo jornal El País como livro do ano, sobre uma mulher que se transforma ao descobrir os segredos do marido, publicado na Alfaguara.

Ainda no próximo mês, chega às livrarias, pela chancela Suma de Letras, um dos mais importantes títulos da história da literatura, A cor púrpura, de Alice Walker, livro publicado originalmente em 1982, vencedor do Prémio Pulitzer no ano seguinte.

De entre as obras lançadas em Setembro, a editora destaca a publicação inédita da obra do escritor norte-americano James Baldwin, com o romance Se esta rua falasse, pela Alfaguara, e o regresso da escritora Alexandra Lucas Coelho ao romance, com o novíssimo A Nossa Alegria Chegou, pela Companhia das Letras.

A Companhia das Letras editou também Penas de pato, uma reunião de crónicas escritas pelo músico Miguel Araújo, algumas delas já publicadas na revista Visão, três contos inéditos e outros textos novos.