GNR resgata 47 migrantes no Mar Egeu

Entre as 47 pessoas resgatadas encontravam-se dez mulheres, uma das quais grávida, e duas crianças.

A Unidade de Controlo Costeiro (UCC) da Guarda Nacional Republicana resgatou esta segunda-feira 47 migrantes que se encontravam ao largo da ilha de Samos na Grécia, anunciou a GNR através de um comunicado. 

Entre as 47 pessoas resgatadas encontravam-se dez mulheres, uma das quais grávida, e duas crianças.

A equipa de vigilância costeira da GNR, que se encontra destacada naquela ilha grega no Mar Egeu, detectou através dos equipamentos de visão térmica uma embarcação insuflável de cerca de 10 metros. Quando os militares da Unidade de Controlo Costeiro da GNR receberam o alerta, deslocaram-se rapidamente em direcção à embarcação. Chegadas ao local, as forças militares resgataram uma pessoa, que já se encontrava dentro de água, com sintomas de exaustão e hipotermia. Prontamente, os militares acompanharam a embarcação com as restantes pessoas até terra. Já em solo firme e a salvo, os migrantes foram encaminhados para as autoridades locais.

A operação de resgate decorreu no âmbito da missão da Agência Europeia de Fronteira e Guarda Costeira (FRONTEX) no Mar Egeu. Esta operação europeia visa “prevenir, detectar e reprimir casos de imigração ilegal, tráfico de seres humanos e outros crimes fronteiriços, contribuindo fundamentalmente para a salvaguarda de vidas humanas no mar através de missões de busca e salvamento”, pode ler-se na nota divulgada pela GNR.