Setúbal

Já se pode praticar padel na cidade

Quatro campos são inaugurados neste sábado no Parque de Vanicelos. É a Academia de Padel de Setúbal, que convida as famílias a praticar um desporto feliz e a céu aberto.

Design de produto
Foto
As actividades nos quatro novos campos abrem segunda-feira Enric Vives-Rubio

Segundo a Federação Portuguesa de Padel, haverá “cerca de 7 mil a 9 mil praticantes ocasionais e regulares” da modalidade e que a podem praticar em “mais de 100 campos espalhados por mais de 50 sítios em Portugal continental e ilhas”. Setúbal junta-se agora a estes números, depois do Arrábida Padel, que abriu em Azeitão no início do ano.

Bruno Ferreira, responsável pela Academia de Padel de Setúbal, é federado em ténis, mas há cinco anos começou a praticar também padel. Vantagens: “É um desporto fácil, é possível praticá-lo em certos espaços até à meia-noite e tem uma forte vertente social.” Tudo somado, “facilita e incentiva o exercício físico”, de que não prescinde.

Outra característica que valoriza: “O padel adaptou-se bem às tecnologias.” E explica: “Se quiser jogar ao fim do dia em Lisboa, por exemplo, mando um WhatsApp para um dos grupos, para um clube, e rapidamente obtenho uma resposta. O ténis não soube agarrar isso.” Informa ainda que actualmente existem perto de três mil atletas federados.

Desporto familiar      

“O padel é um desporto de raquete, jogado a pares e utilizando raquetes e bolas próprias. O campo é rectangular, totalmente fechado, tem 10 metros de largura por 20 de comprimento e uma rede no meio. Nos topos e em parte das laterais tem uma superfície em vidro ou em alvenaria. A superfície do campo pode ser em relva sintética, alcatifa ou betão poroso”, descreve-se no site da federação.

Os campos de Setúbal têm relva sintética e poderão ser usados entre as 9h e as 24h (a 6 ou 5 euros por hora e por pessoa, sendo os horários tardios os mais caros). “Acho que este projecto é uma mais-valia para as famílias”, diz Napoleão Leal, que se apresenta como “braço direito e esquerdo do Bruno”. E acrescenta: “O padel não é um desporto masculino, mas sim um desporto de família e acredito que vai trazê-las mais juntas.”

Ruído ou talvez não

Localizados junto de um dos limites do Parque Verde de Vanicelos, junto à Estrada de Palmela, têm prédios de habitação por perto. Perguntámos pelo ruído. Bruno Ferreira conta que já tinham testado os campos com praticantes e concluíram que, em princípio, não haverá problemas de ruído. “Se houver, a solução será (e já está prevista) criar uma barreira semelhante às que se usam nas auto-estradas, transparente”, diz o também gestor.

No equipamento de apoio — projectado pelo engenheiro Luís Teixeira e a que chamam “club house” —, há balneários, loja, cafetaria (explorada pela equipa do Moscatel Experience) e um estúdio funcional, que contará com massagista e actividades viradas para a flexibilidade e manutenção (a cargo de Hélder Rosa, do Good Vibes Primal Studios). “Quisemos trazer para o espaço dois parceiros que dominam bem as suas áreas, estão no mercado e já mostraram o que valem.” Outro “parceiro fundamental tem sido a Câmara de Setúbal, sobretudo no apoio na envolvente”. O espaço foi concessionado “por 30 anos, 15+15”, informa Napoleão Leal.

Jogar com desconhecidos

Será possível ter lições de padel para várias idades. “Os professores vêm sobretudo do ténis. A federação está a tentar desenvolver cursos para dotar alguns treinadores de mais habilitações nesta área”, diz Bruno Ferreira, que garante ainda: “Aqui, ninguém deixará de jogar por faltar um elemento. Se por alguma razão falhar alguém para ‘encher’ o campo, um de nós salta lá para dentro.”

Conta ainda que neste desporto as pessoas aceitam, com facilidade, jogar com desconhecidos, porque essa condição rapidamente se altera. “Trocam contactos e, na vez seguinte, já estão à vontade uns com os outros.”

Napoleão Leal quer salientar que, “em Espanha, o padel se tornou o segundo desporto a seguir ao futebol, ultrapassou os outros todos”. E termina com um desejo: “Espero que as pessoas desfrutem desta nossa ambição e do prazer de estarem aqui connosco.”

PÚBLICO -
Foto
O equipamento de apoio conta com estúdio funcional, loja e cafetaria DR

A festa, com provas e demonstrações da modalidade, foi marcada para as 15 horas de sábado e a abertura das actividades para segunda-feira de manhã.