Feijóo não se candidata à liderança do PP: "Não posso faltar aos galegos"

O presidente da Junta da Galiza anunciou nesta segunda-feira que não se irá candidatar à liderança do Partido Popular.

 Alberto Nuñez Feijóo sublinha que o seu compromisso foi com os galegos
Foto
Alberto Nuñez Feijóo sublinha que o seu compromisso foi com os galegos Susana Vera

O presidente da Junta da Galiza, Alberto Nuñez Feijóo, não é candidato à liderança do Partido Popular (PP) espanhol. “Não posso faltar aos galegos porque seria faltar a mim mesmo”, disse Feijóo, que chegou a ser considerado o favorito para suceder a Mariano Rajoy.

“Ser presidente da Galiza é a maior das minhas ambições políticas”, argumentou. “Em 2016, pedi aos galegos que confiassem em mim por mais quatro anos. Comprometi-me com eles até 2020. Tenho que cumprir o meu compromisso, não posso faltar aos galegos, porque seria faltar a mim mesmo”, explicou.

O Governo de Mariano Rajoy (direita) foi derrubado no início de Junho por uma moção de censura apresentada pelo PSOE, na sequência das sentenças do caso de corrupção Gürtel. O líder socialista, Pedro Sánchez, é agora o primeiro-ministro.

Para já existem quatro candidatos à liderança do PP: José Ramón García Hernández, porta-voz do partido no Congresso, José Manuel García Margallo, Pablo Casado e José Luis Bayo.

A escolha do sucessor de Mariano Rajoy será oficializada no congresso extraordinário do partido, marcado para os dias 20 e 21 de Julho