Oprah Winfrey vai fazer programas para a Apple

O gigante da tecnologia norte-americano ainda não tem o próprio serviço de streaming de vídeo, mas acabou de anunciar um contrato com a lendária apresentadora, actriz e produtora.

Oprah Winfrey
Foto
Oprah Winfrey vai fazer conteúdos para a Apple LUSA/FACUNDO ARRIZABALAGA

Em Agosto de 2018, foi anunciado que a Apple queria investir mil milhões de dólares em programação televisiva. Ao longo dos meses seguintes, foram saindo notícias sobre alguns desses programas, com nomes como Reese Witherspoon, Octavia Spencer, Steven Spielberg ou Jennifer Aniston envolvidos, mas o gigante da tecnologia norte-americano ainda não tem sequer um serviço de streaming, tem alguns programas próprios que fazem parte da plataforma Apple Music.

Esta sexta-feira, foi anunciado no próprio site da Apple uma parceria com Oprah Winfrey, em que a produtora, apresentadora e actriz norte-americana fica com a missão de criar programação original para a marca. O anúncio não especifica se serão séries, documentários ou talk shows, nem se ela aparecerá ou não.

É que a multifacetada Winfrey, que pôs fim ao The Oprah Winfrey Show, o talk show que lhe deu fama, em 2011, tem continuado activa em muitos quadrantes do audiovisual norte-americano.

Tem-se mantido na apresentação televisiva, em particular no próprio canal, OWN (Oprah Winfrey Network), que por sua vez também tem séries por ela produzidas, como Queen Sugar, de Ava DuVernay, ou Greenleaf, de Craig Wright.

Além disso, produziu e participou em filmes como Selma, também de DuVernay, e ao longo dos anos tem continuado a carreira de actriz (foi nomeada para um Óscar de Melhor Actriz Secundária por A Cor Púrpura, de Steven Spielberg, em 1985).