Apple

Carpool Karaoke apanha boleia da Apple e abandona James Corden

A empresa norte-americana comprou os direitos de transmissão do programa da CBS e vai passar a transmitir exclusivamente o segmento como um programa independente.
Foto
Ainda não existe uma data de estreia para o programa DR

O sucesso é tanto que a possibilidade de se tornar um programa autónomo há muito estava sobre a mesa. O famoso segmento Carpool Karaoke, que integra o talk-show nocturno Late Late Show With James Corden, foi comprado pela Apple e vai passar a ser exibido exclusivamente para assinantes do serviço Apple Music. Os detalhes do contrato ainda não são conhecidos, mas já se sabe que os 16 episódios de 30 minutos já previstos irão ser transmitidos semanalmente, a troco do pagamento de uma mensalidade de dez dólares, cerca de nove euros, conforme escreve a Forbes.

Atingiu o seu limite de artigos

A liberdade precisa do jornalismo. Precisa da sua escolha.

Não deixe que as grandes questões da sociedade portuguesa lhe passem ao lado. Registe-se e aceda a mais artigos ou assine e tenha o PÚBLICO todo, com um pagamento mensal. Pense bem, pense Público.

Em Abril, a CBS, canal que transmite o programa, testou o Carpool Karaoke como um programa independente, com Jennifer Lopez a protagonizar o episódio, exibido em horário nobre. A experiência correu bem e os planos mais concretos ter-se-ão começado a delinear na altura, mas o canal optou por aproveitar o sucesso da rubrica e adiar a venda do formato.

Ainda não é conhecida qual será a data de estreia, mas há para já uma má notícia para os fãs de James Corden. O britânico não irá ser o apresentador do programa e ficará atrás das câmaras, enquanto produtor executivo.

De acordo com a Variety, a Apple irá distribuir o programa pelos seus 15 milhões de subscritores. O sketch que impulsionou as visualizações do late night show e rende milhões de visualizações no YouTube será uma das armas da Apple para enfrentar a competição que trava o Spotify e o Google Play.