O Infante Sagres regressou e trouxe com ele o Vogue Café

Depois de cinco meses de obras de renovação, o conhecido hotel na Baixa, reabriu as portas, fazendo-se acompanhar pelo primeiro Café Vogue da Península Ibérica.

Fotogaleria
No Vogue Café Porto servem-se cocktails, almoços e jantares ou refeições ligeiras Nelson Garrido
Fotogaleria
As suítes do hotel podem ir dos 800 aos 900€ Nelson Garrido
Fotogaleria
Um quarto standard pode ir dos 270 aos 290 euros Nelson Garrido
Fotogaleria
O hotel esteve fechado desde Novembro de 2017 Nelson Garrido
Fotogaleria
A unidade de cinco estrelas conta agora com 85 quartos, 10 deles suites. Nelson Garrido
Fotogaleria
Pelo hotel já passaram representantes da realeza internacional Nelson Garrido
Fotogaleria
O Hotel Infante Sagres foi fundado em 1951 Nelson Garrido
Fotogaleria
No hotel apenas se servem os pequenos-almoços Nelson Garrido
Fotogaleria
Os almoços e jantares são servidos no Vogue Café Porto Nelson Garrido
Fotogaleria
O Porto recebe o primeiro Café Vogue na Península Ibérica Nelson Garrido
Fotogaleria
No menu do Vogue Café Porto existem sobremesas, saladas, pratos pequenos, principais e saladas Nelson Garrido
Fotogaleria
O hotel é um exemplar pioneiro do modernismo na cidade do Porto Nelson Garrido
Fotogaleria
O hotel tem mais de seis décadas Nelson Garrido
Fotogaleria
Foi adquirido em 2016 pelo The Fladgate Partnership, o grupo que detém o Yeatman, em Gaia Nelson Garrido
Fotogaleria
Eencontra-se na Praça D. Filipa de Lencastre Nelson Garrido
Fotogaleria
O hotel abriu segunda-feira, 16 de Abril de 2018 Nelson Garrido
Fotogaleria
Os quartos têm vista para o Porto Nelson Garrido

Fechou em Novembro de 2017 e esta semana voltou a abrir portas. Depois de cinco meses de restauração e renovação – e de um investimento de 8,5 milhões de euros – o Hotel Infante Sagres, fundado em 1951, regressou de cara lavada. E tem mais novidades: 15 novos quartos (um total de 85, dos quais dez são suítes) e o Vogue Café.

Pertencente ao grupo The Fladgate Partnership desde 2016 (o grupo que explora o hotel Yeatman, em Gaia, e o Vintage House, no Douro), o Infante Sagres, de cinco estrelas, agora com o Vogue Café posiciona-se no roteiro da Condé Nast, um dos maiores grupos internacionais de edições e revistas, que detém, entre outras publicações, a Vogue.

Uma das maiores novidades é o Vogue Café, presente em locais como Dubai, Moscovo e Kiev, e que no Porto se apresenta agora como um espaço para almoçar mesmo que sejam quatro da tarde ou beber um cocktail (de 10-14€) às horas que se quiser – seja hóspede ou não. Barreiras não há, uma vez que estará aberto das 11h à 1h, durante a semana e das 11h às 2h, às sextas-feiras e sábados.

No menu, assinado pelo chef Gil Raposo, existem sabores nacionais: vieiras do Algarve caramelizadas, cenoura, gengibre e laranja (14€); enchidos, queijos nacionais e compotas (14€); robalo grelhado com cevadinha (24€); e lombinho de porco, morilles e Porto Tawny (21€).

Mas estes são apenas alguns pratos. Há ostras (14€); burrata fresca, tomate e manjericão (13€); entrecôte maturado, batata pont-neuf aromatizada com trufa (23€); e ainda há espaço para soba noodles com tofu, hortelã, lima e citronela (15€). E convém não esquecer os doces, também preparados na cozinha do Vogue Café Porto. Por oito euros, há panna cotta de laranja, biscoito e crumble de café; cheesecake de limão, sorvete de framboesas silvestres; tarte de chocolate em duas texturas, gelado de chocolate e menta; e há ainda espaço para a tradicional salada de fruta.

Mas nem só de restauração se faz o Vogue Café. O espaço tem uma entrada própria, pela Rua de Avis, n.º 10. Ao entrar, dá-se de caras com uma das duas salas. Para se chegar ao terraço, no pátio interior do hotel, são precisos apenas mais uns passos.

Por outro lado, almoçar e jantar no Vogue Café Porto como hóspede do Infante Sagres (sim, porque o hotel apenas serve pequeno-almoço), também é opção. A estadia num quarto standard, mais barato, ronda os 270/290€ por noite, sendo que numa suíte o valor pode atingir os 800/-900€. Os preços poderão ser alterados consoante a sazonalidade.

Fundado em 1951, o hotel já hospedou nomes ilustres das mais variadas áreas – era o preferido de Mário Soares –, como os U2, o Dalai Lama, os reis da Noruega, a Rainha Beatriz da Holanda, Bob Dylan e John Malkovich.

Texto editado por Victor Ferreira